Ecologistas apelam à Ministra da Agricultura e ao Ministro do Ambiente que proíba de forma “urgente” caça à rola-brava que está prestes a abrir

A coligação ecologista C6 apelou à Ministra da Agricultura e ao Ministro do Ambiente que proíba, com carácter de urgência, a caça à rola-brava, cuja abertura está prevista para este mês (dia 21), de modo a prevenir a extinção desta espécie. A coligação C6 é constituída pelo GEOTA, FAPAS, LPN (Liga para a Protecção da Natureza), Quercus, SPEA-Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e WWF Portugal e alega no seu pedido que a rola-brava é uma espécie migradora que está a desaparecer a um ritmo galopante em Portugal e na Europa.

“A situação da espécie na Europa é muito grave, estimando-se que a sua população tenha decrescido 73 por cento nos últimos 20 anos”, referem, acrescentando que a abertura da caça a esta ave surge numa altura em que é provável a existência de muitas rolas em nidificação ainda com crias no ninho e, pontualmente, ovos de posturas tardias ou segundas posturas. “Conjugada com a quantidade e a extensão dos incêndios florestais que têm ocorrido em Portugal, esta situação provocará uma quebra ainda maior nas já debilitadas populações selvagens de Rola-brava”, frisam.

O comunicado daquela entidade refere que aquela ave foi incluída na lista vermelha de espécies ameaçadas da UICN – União Internacional de Conservação da Natureza, com o estatuto de vulnerável. “Esta inclusão na lista é um reconhecimento internacional e científico da ameaça de extinção que a espécie enfrenta”, continuam, apelidando de irresponsabilidade e insensibilidade a atitude demonstrada nesta matéria pelos sucessivos governos, o que pode contribuir para a extinção da Rola-brava em Portugal a muito curto prazo.

E terminam relembrando algo dramático: “Não podemos esquecer o triste destino do Pombo-viajante americano, que foi considerado a ave mais abundante do mundo e cujo último exemplar morreu num jardim zoológico em 1914. A extinção é para sempre”.

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Apenas um elemento do grupo suspeito de vários crimes na zona Centro ficou em prisão

Dos cinco jovens, com idade entre os 22 e os 28 anos detidos pela PJ …

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Onde de calor vai continuar, com as temperaturas a rondar os 30 graus

O calor vai continuar a fazer-se sentir no continente, com as temperaturas a rondar os …