Imagem vazia padrãoContinua no “segredo dos deuses” o nome do candidato que, na Primavera que se avizinha, irá disputar, a par de José Carlos Mendes, a presidência da Comissão Política Concelhia do PSD de Oliveira do Hospital. A data do acto eleitoral ainda não está definida, mas tudo aponta para que seja fixada para o mês de Abril.

Eleições no PSD: José Carlos Mendes ainda não conhece nome de adversário

 

A intenção de recandidatura de José Carlos Mendes não é nenhuma novidade. O próprio a deu como certa, por ocasião da inauguração da remodelação da sede do partido. Esta manhã, voltou a confirmar ao diário online do Correio da Beira Serra a decisão de recandidatura, notando contudo que haverá algumas alterações no que respeita aos nomes que o acompanharão. Salvaguarda, porém, que aqueles que se têm mantido na “linha da frente” da Comissão Política continuarão a integrar a lista com a qual se irá recandidatar. Dá como certos os nomes de António Duarte, Telma Martinho e Inácio Campos, numa lista que ainda não está totalmente definida, mas que – como referiu José Carlos Mendes – “tem o objectivo de ganhar esta luta”.

Fica agora a faltar o nome do candidato que encabeçará a lista concorrente. Mas, o líder do PSD não tem dúvidas de que, dia menos dia, se desvende o mistério, notando que tem conhecimento de “algumas movimentações”. “Depois do que aconteceu nestes últimos dois anos, era uma surpresa não aparecer outra lista afecta ao senhor presidente da Câmara”, referiu José Carlos Mendes, contando com o ressurgimento de Paulo Rocha ou até de Mário Alves.

Ainda com a contenda política de 2006 bem fresca na memória, Mendes está já preparado para um período de campanha “intenso”, até porque – como explicou – caberá à futura Comissão Política preparar o processo eleitoral de 2009. Contudo, sublinha que não é sua intenção “extravasar os limites de boa educação admissíveis num acto eleitoral”. “Pretendemos expor as nossas ideias para que sejam ganhadoras”, frisou o presidente do PSD de Oliveira do Hospital.

Embora sem conhecer o adversário, a convicção de Mendes é de que, juntamente com a sua equipa, irá “vencer esta luta”. “O contacto que temos mantido com os militantes, transparece que eles acreditam no nosso projecto e capacidade para tornar o PSD mais forte e de transformar Oliveira do Hospital num concelho onde dê gosto viver”, considerou o ex vice-presidente de Mário Alves na autarquia.

No próximo acto eleitoral estarão em condições de votar – desde que com as quotas em dia – cerca de 1200 militantes. Um número que, comparativamente com 2006, quase que quadruplicou. Àquela data a taxa de abstenção situou-se abaixo dos 10 por cento e, este ano a expectativa é de que os militantes não deixarão de participar na escolha do futuro presidente do partido. “Quantos mais militantes votarem, melhor será a decisão final”, considerou Mendes, garantindo não ter “medo” do número de militantes filiados.

LEIA TAMBÉM

Incêndios adiam da tomada de posse do executivo da autarquia oliveirense

A catástrofe que se abateu sobre Oliveira do Hospital, com os incêndios, levou a uma …

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …