Eleitos socialistas abandonam Assembleia de Freguesia da Lajeosa

 

Depois de ter perdido as últimas eleições autárquicas e ter sido eleito pela população da Lajeosa para um lugar na Assembleia de Freguesia, Cadima abandonou o cargo, no início deste ano, alegando “falta de comunicação” por parte do Partido Socialista e do presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

“Desde as eleições até hoje nunca houve uma reunião”, afirmou há instantes ao correiodabeiraserra.com, contando que os “elementos da Assembleia de Freguesia nunca foram conhecedores de nada do que era feito na freguesia”.

Garantindo a este diário digital nunca ter obtido resposta aos vários pedidos de reunião que efectuou junto do presidente da Câmara Municipal, Alberto Cadima diz ter sido obrigado a colocar o seu lugar à disposição na Assembleia de Freguesia.

“Andava desmotivado”, confessou, contando que, tal como ele, também o eleito Joaquim Paulino seguiu o mesmo caminho.

Sem conseguir encontrar motivos que justifiquem a “falta de comunicação” por parte de José Carlos Alexandrino, Alberto Cadima chega a considerar que tal deverá resultar da “boa relação” que existe entre aquele autarca e os elementos da lista de independentes eleitos, em particular com o presidente da Assembleia de Freguesia.

“Acho que querem que ele seja o próximo candidato à Junta de Freguesia”, considerou.

Ausente da Assembleia de Freguesia desde Janeiro deste ano, Alberto Cadima garantiu a este jornal nunca ter sido abordado pelo partido, nem pelo presidente da Câmara sobre o assunto.

Perante tal postura, assegura não estar arrependido de bater com a porta, até porque – como referiu – “já dei o que tinha a dar à freguesia”. “Tudo o que está a ser lançado, são obras que eu projetei para a freguesia ainda no tempo de Mário Alves”, continuou, revelando que a sua intenção é a de se “afastar totalmente do PS”.

Apesar de se ter desfiliado do PSD, Alberto Cadima admitiu a este diário digital estar numa fase de reaproximação com aquele partido. “Vamos ver como vai ser o meu regresso ao PSD”, afirmou, rejeitando porém uma hipótese de candidatura pelo PSD à Junta de Freguesia da Lajeosa.

Ainda que reconheça o “excelente trabalho” que está a ser desenvolvido pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, Alberto Cadima não esconde a sua revolta relativamente ao modo como foi tratado pelo partido, pelo qual deu a cara nas últimas eleições autárquicas.

“Fui maltratado pelo PS. Romperam totalmente comigo”, concluiu.

Contactado por este diário digital, José Carlos Alexandrino escusou-se a grandes considerações sobre o assunto, por entender que as declarações de Cadima “valem o que valem”.

Ao correiodabeiraserra.com, o autarca disse ainda “ter todo o respeito” pela Junta de Freguesia da Lajeosa, e em jeito de recado a Alberto Cadima, afirmou: “não estava disponível para que fossem outras pessoas que me dissessem quais as obras que eu deveria fazer na freguesia”.

Garantindo ter dado sempre a informação e apoio necessários ao eleito agora demissionário, o presidente do Partido Socialista revelou-se crítico relativamente à saída de Cadima, por entender que cada eleito “deve cumprir o mandato sempre até ao fim”.

Tal como assegura ter dito a Alberto Cadima, José Francisco Rolo referiu ainda a este diário digital que a postura do PS é de “tratar as Juntas de Freguesia por igual”.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …