Encontrado cadáver de mulher desaparecida em Arganil no final de Janeiro

Uma senhora de nome Susana Moita foi dada como desaparecida em Janeiro e foi apenas encontrada este sábado, segundo o Jornal de Notícias, numa ribeira com vegetação acumulada na freguesia de Benfeita, em Arganil. O corpo estava já em avançado estado de decomposição.

O JN avança hoje que, uma fonte policial contou àquele diário, que um exame lofoscópico permitiu confirmar a identidade do corpo, que pertence a Susana Moita, de 42 anos. O cadáver encontrava-se já em avançado estado de decomposição. Não tendo sido possível esclarecer a causa da morte na autópsia, decorre uma investigação para apurar as circunstâncias do incidente, aguardando a PJ o resultado de exames complementares, para tentar esclarecer se houve acidente, suicídio ou crime.

A mesma fonte policial contou ainda ao JN que a mulher, solteira, era uma conhecida amante da natureza, com forte ligação às chamadas aldeias do xisto, e nos últimos tempos, teria dado sinais de andar deprimida.

LEIA TAMBÉM

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …

Funcionário público detido na região de Viseu por apropriação de objectos apreendidos judicialmente

PJ deteve em Trancoso desempregado por alegada violação de criança

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 34 anos, em …