Encontrado cadáver de mulher desaparecida em Arganil no final de Janeiro

Uma senhora de nome Susana Moita foi dada como desaparecida em Janeiro e foi apenas encontrada este sábado, segundo o Jornal de Notícias, numa ribeira com vegetação acumulada na freguesia de Benfeita, em Arganil. O corpo estava já em avançado estado de decomposição.

O JN avança hoje que, uma fonte policial contou àquele diário, que um exame lofoscópico permitiu confirmar a identidade do corpo, que pertence a Susana Moita, de 42 anos. O cadáver encontrava-se já em avançado estado de decomposição. Não tendo sido possível esclarecer a causa da morte na autópsia, decorre uma investigação para apurar as circunstâncias do incidente, aguardando a PJ o resultado de exames complementares, para tentar esclarecer se houve acidente, suicídio ou crime.

A mesma fonte policial contou ainda ao JN que a mulher, solteira, era uma conhecida amante da natureza, com forte ligação às chamadas aldeias do xisto, e nos últimos tempos, teria dado sinais de andar deprimida.

LEIA TAMBÉM

Acidente no IP3 provoca duas mortes, dois feridos e corte da via nos dois sentidos

Um acidente entre dois veículos ligeiros, seguido do despiste de um pesado e de um …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve traficantes em Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem, electricista e com 29 anos, em Coimbra, por …