Encontrado cadáver de mulher desaparecida em Arganil no final de Janeiro

Uma senhora de nome Susana Moita foi dada como desaparecida em Janeiro e foi apenas encontrada este sábado, segundo o Jornal de Notícias, numa ribeira com vegetação acumulada na freguesia de Benfeita, em Arganil. O corpo estava já em avançado estado de decomposição.

O JN avança hoje que, uma fonte policial contou àquele diário, que um exame lofoscópico permitiu confirmar a identidade do corpo, que pertence a Susana Moita, de 42 anos. O cadáver encontrava-se já em avançado estado de decomposição. Não tendo sido possível esclarecer a causa da morte na autópsia, decorre uma investigação para apurar as circunstâncias do incidente, aguardando a PJ o resultado de exames complementares, para tentar esclarecer se houve acidente, suicídio ou crime.

A mesma fonte policial contou ainda ao JN que a mulher, solteira, era uma conhecida amante da natureza, com forte ligação às chamadas aldeias do xisto, e nos últimos tempos, teria dado sinais de andar deprimida.

LEIA TAMBÉM

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …

Dez detidos em Seia por tráfico de droga

A GNR de Gouveia deteve, entre os dias 1 e 3 de Setembro, oito homens …