Engenheiro de Soure não terá tido coragem para se suicidar, após matar a mulher e a filha

Engenheiro de Soure não terá tido coragem para se suicidar, após matar a mulher e a filha

O engenheiro que matou mulher e filha, em Soure, Coimbra, na segunda-feira, não terá tido coragem para se suicidar como aparentemente era o seu plano inicial. O Jornal de Notícias refere que o objectivo de António Vilaranda era matar toda a sua família e depois colocar um ponto final na sua própria vida. Mas não conseguiu.

À Policia Judiciária o engenheiro confessou que queria matar toda a gente na sua casa. Acredita-se que queria tirar, em seguida, a sua própria vida, não tendo tido coragem para tal. O homem foi encontrado refugiado no seu quarto apresentando ferimentos no peito e no pescoço, aparentemente mais profundos que aquilo que inicialmente foi noticiado. E quando foi imobilizado pelos agentes da GNR, António pediu que o matassem.

António Vilaranda encontra-se agora em prisão preventiva, decretada pelo Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra. A sua atitude ter-se-á devido a ciúmes, uma vez que acreditava que a mulher lhe tinha sido infiel, e ao facto de alegadamente se sentir desprezado pelas filhas. Acusava-as também de estarem a negligenciar as tarefas domésticas, que o próprio era muitas vezes visto a realizar.

 

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …