Engenheiro de Soure não terá tido coragem para se suicidar, após matar a mulher e a filha

Engenheiro de Soure não terá tido coragem para se suicidar, após matar a mulher e a filha

O engenheiro que matou mulher e filha, em Soure, Coimbra, na segunda-feira, não terá tido coragem para se suicidar como aparentemente era o seu plano inicial. O Jornal de Notícias refere que o objectivo de António Vilaranda era matar toda a sua família e depois colocar um ponto final na sua própria vida. Mas não conseguiu.

À Policia Judiciária o engenheiro confessou que queria matar toda a gente na sua casa. Acredita-se que queria tirar, em seguida, a sua própria vida, não tendo tido coragem para tal. O homem foi encontrado refugiado no seu quarto apresentando ferimentos no peito e no pescoço, aparentemente mais profundos que aquilo que inicialmente foi noticiado. E quando foi imobilizado pelos agentes da GNR, António pediu que o matassem.

António Vilaranda encontra-se agora em prisão preventiva, decretada pelo Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra. A sua atitude ter-se-á devido a ciúmes, uma vez que acreditava que a mulher lhe tinha sido infiel, e ao facto de alegadamente se sentir desprezado pelas filhas. Acusava-as também de estarem a negligenciar as tarefas domésticas, que o próprio era muitas vezes visto a realizar.

 

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Apenas um elemento do grupo suspeito de vários crimes na zona Centro ficou em prisão

Dos cinco jovens, com idade entre os 22 e os 28 anos detidos pela PJ …

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Onde de calor vai continuar, com as temperaturas a rondar os 30 graus

O calor vai continuar a fazer-se sentir no continente, com as temperaturas a rondar os …