Ensino privado chegou a Oliveira do Hospital

Começou, esta manhã, a funcionar a nova valência da Casa da 1ª Infância, em Oliveira do Hospital. O 1º Ciclo é a nova resposta da instituição que, com apenas uma turma do 1º ano, é frequentada por nove alunos.

Pais e crianças não ousaram faltar à sessão de apresentação e a directora Elisabete Santos não conseguiu esconder a emoção pela confiança manifestada pelas famílias relativamente ao novo projecto.

“Isto significa que a qualidade de ensino vai de encontro com as vossas pretensões”, referiu a mentora do projecto, sublinhando que aposta no ensino privado veio dar resposta ao apelo feito pelas famílias.

Estruturada para funcionar em paralelo com o Agrupamento de Escolas Brás Garcia de Mascarenhas, a nova valência da Casa da 1ª Infância quer marcar a diferença em matéria de acompanhamento às crianças e de espaço envolvente disponível.

“Não está em questão o aprender mais ou menos”, referiu, sublinhando que a escola “é acessível a todas as crianças”, já que a mensalidade para frequência tem por base os rendimentos das famílias. Por este motivo, disse não acreditar no aparecimento de qualquer espécie de rotulagem entre as crianças e jovens que frequentam o ensino privado e o oficial.

Com capacidade para acolher 48 crianças, o 1º Ciclo da Casa da 1ª Infância arranca com nove crianças, mas há possibilidades de o grupo ser alargado. “Estão ainda por equacionar algumas transferências”, explicou.

A funcionar no piso inferior do edifício, o 1º Ciclo é composto por sala de aula, biblioteca-ludoteca e sala de expressão plástica. Para a nova valência, a instituição recrutou uma professora e uma auxiliar.

Em matéria de actividades extracurriculares, o ensino da música e do inglês vai ser ministrado na instituição. Para a prática de Educação Física, a instituição conta com a parceria do Agrupamento Brás Garcia de Mascarenhas que disponibiliza o ginásio. Ainda por definir está a prática da natação, já que a instituição aguarda ainda por algumas informações da parte da Câmara Municipal.

A Casa da 1ª Infância conta com 14 anos de actividade e é actualmente frequentada por uma centena de crianças nas valências de creche, jardim-de-infância e ATL. A partir de hoje, o número é alargado com a entrada de nove alunos no 1º Ciclo. A instituição é também responsável pela manutenção de 14 postos de trabalho.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …