“Entendo que vou continuar a ser presidente da Câmara”

Estava em discussão o modo de funcionamento do silo automóvel, quando Alves se manifestou confiante relativamente à sua recondução no lugar que ocupa pelo segundo mandato consecutivo.

“Qualquer pessoa, de bom senso, e eu entendo que vou continuar a ser presidente da Câmara, vai trazer este assunto à reunião do executivo para estipular o valor”, afirmou o também candidato do PSD à autarquia, referindo-se em concreto ao montante que deverá ser cobrado aos condutores, pelo estacionamento no parque subterrâneo, com capacidade para 74 lugares e inauguração prevista para 22 de Agosto.

Mário Alves dava, assim, resposta ao vereador socialista que, para além de ter feito uma apreciação negativa à relação custo-benefício de cada lugar de estacionamento disponível, desafiou o autarca a explicar o motivo pelo qual vai optar numa primeira fase pelo parqueamento gratuito.

“Quando será feito o pagamento? Não é agora porque estamos em processo eleitoral?” questionou José Francisco Rolo, perguntando ainda sobre a forma como as tarifas a cobrar vão ser calculadas.

“Eu não faço as leituras que o meu amigo faz em relação ao custo/benefício”, sublinhou Mário Alves, entendendo que na sua opinião “o benefício é muito, mas muito superior ao custo”, referindo-se em concreto ao uso do silo e do piso superior para a realização de eventos e usufruto da população.

Decidido em optar, numa primeira fase, pelo parqueamento gratuito, Alves entende como “lógico e normal”, que o valor a cobrar seja decidido pelo executivo camarário resultante das eleições de 11 de Outubro.

LEIA TAMBÉM

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …

«Castração» política em Oliveira do Hospital. Autor: João Cruz

Passados 44 anos após o 25 de Abril de 1974, vive-se hoje em Oliveira do …