EPTOLIVA brilha no projecto “Ciência na Escola”

A Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil (EPTOLIVA) garantiu a selecção a nível regional (5º escalão – ensino secundário) de quatro projectos submetidos à 14.ª edição do projecto “CIÊNCIA NA ESCOLA” – Fundação Ilídio Pinho, o que lhe valeu o galardão da escola da Região Centro com maior número de projectos seleccionados. O tema da inciciativa insere-se em “Ciência e Tecnologia ao Serviço de um Mundo Melhor”, e cada um será distinguido com um prémio no valor de 500 euros cada, destinado exclusivamente a apoiar a sua implementação e posterior avaliação final na fase nacional do “Concurso de Ideias”.

Os projectos submetidos a concurso integram uma visão multidisciplinar, envolvendo áreas curriculares diferenciadas através da integração de diferentes saberes e deverão demonstrar as potencialidades da ciência e da tecnologia como oportunidades de resposta aos desafios e principais problemas do mundo actual, tendo em vista a criação de um mundo melhor para todos.

Os projectos, sob a responsabilidade e coordenação da docente Honorata Pereira, serão desenvolvidos nos dois espaços escolares da EPTOLIVA. A “Requalificação dos resíduos do setor oleico na produção de biocombustíveis e bioadsorventes para remoção de metais pesados” e “Requalificação do rio Cobral por leito de macrófitas e Nasturtium officinale”, são ficam na sede em Oliveira do Hospital, e contam com os alunos Carlos Quintino, do 3º ano do Curso de Manutenção Industrial/ Mecatrónica Automóvel; Júlio Avelar, do 2º ano do Curso de Manutenção Industrial/ Mecatrónica Automóvel; Bernardo Martins e Henrique Castanheira, do 1º ano do Curso de Manutenção Industrial/ Mecatrónica Automóvel; e Carlos Rosário, do 2º ano do Curso de Multimédia.

Já os projetos “Compósito antisséptico do extracto da planta Celidónia Magus” e “Caracterização e extração das fibras vegetais da folha de Aloe Vera, com princípios activos, e aplicação tecnológica na saúde”, são, respectivamente, liderados por Bruno Paulino, Catarina Costa e Daniela Pinto, alunos do 3º ano do Curso de Auxiliar de Saúde, ministrado no Pólo de Tábua.

LEIA TAMBÉM

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

João Paulo Albuquerque acusa PS por não concluir IC6, pelo menos, até 2030

João Paulo Albuquerque considera que o IC6 não é uma prioridade, mas sim uma necessidade …