Eptoliva

Eptoliva coloca quatro projectos na 13ª edição Projecto “Ciência na Escola” – Fundação Ilídio Pinho

A EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil, garantiu a selecção de quatro projectos para a 13.ª edição do PROJECTO “CIÊNCIA NA ESCOLA” – Fundação Ilídio Pinho, cujo tema se insere em “Ciência e Tecnologia ao serviço de um mundo melhor”. Os projectos serão distinguidos com um prémio de desenvolvimento no valor de 500 euros cada, destinado exclusivamente a apoiar a sua implementação e posterior avaliação final na fase nacional do “Concurso de Ideias”.

A EPTOLIVA foi a escola da Região com maior número de projetos selecionados, numa cerimónia de entrega de prémios que decorreu no auditório da Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra. Nesta cerimónia, a EPTOLIVA foi também convidada a apresentar o projecto “Akiqueijo&mais”, coordenado pela docente Honorata Pereira, que no ano transacto conquistou a menção honrosa a nível nacional.

Os projectos submetidos a concurso integram uma visão multidisciplinar, envolvendo áreas curriculares diferenciadas através da integração de diferentes saberes e deverão demonstrar as potencialidades da ciência e da tecnologia como oportunidades de resposta aos desafios e principais problemas do mundo actual, tendo em vista a criação de um mundo melhor para todos.

“BIOQUENTE” é o projecto proposto por Carlos Quintino, Daniel Quaresma e Rafael Pereira, alunos do 2º ano do Curso Profissional de Manutenção Industrial/ Mecatrónica Automóvel, e Carlos Rosário e José Monteiro do 1º ano do Curso Profissional de Multimédia, enquanto “FRUTALIZA-TE” é o projecto de Marta Trindade e Rute Pegado, que respectivamente integram o 3º ano do Curso Profissional de Design de Equipamento e o 1º ano do Curso Profissional de Multimédia, em funcionamento em Oliveira do Hospital.

Já os projectos “PLANSTIFICA-TE” e “MEAT NO MEAT” são, respectivamente, liderados por Daniela Pinto, Tatiana Gonçalves, Cláudia Tavares e Bruno Paulino, Catarina Costa, alunos do 2º ano do Curso Profissional de Auxiliar de Saúde, ministrado no Pólo de Tábua.

LEIA TAMBÉM

Alexandrino acusa alguns médicos de “boicote” ao SAP “numa tentativa de ele fechar” e coloca em causa qualificação de um clínico

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital teceu hoje duras críticas a “alguns …

Saúde em Oliveira do Hospital continua envolta em crise, utentes queixam-se e presidente da Câmara reconhece que solução não está nas mãos da autarquia

Uma utente não conseguia disfarçar a sua indignação por não ter, mais uma vez, conseguido a …