EPTOLIVA deu boas vindas e premiou melhores alunos

Está oficialmente aberta uma nova etapa para o ensino profissional ministrado pela EPTOLIVA – Escola Profissional de Tábua, Oliveira do Hospital e Arganil. Numa cerimónia realizada no auditório da Caixa de Crédito de Agrícola Mútuo de Oliveira do Hospital, a direcção da escola deu as boas vindas aos novos alunos, entregou os diplomas aos finalistas e deu cumprimento ao Programa de Incentivo ao Estudo/ Mérito Escolar.

Os prémios no valor de 150, 250 e 500 Euros foram entregues a Solange Afonso, Patrícia Silva e Susana Silva, alunas do 1º, 2º e 3º anos, respectivamente. O prémio relativo à melhor Prova de Aptidão Profissional, no valor de 400 euros, foi entregue ao finalista João Santos Novais.

Presente na sessão, o presidente da ADEPTOLIVA e director executivo da EPTOLIVA, Paulo Rocha, disse ser intenção da escola “dar um contributo forte” para a formação individual de cada um, mas apelou ao “empenhamento” dos alunos para o bom sucesso escolar.

Paulo Rocha saudou também todos os alunos que concluíram a sua formação, bem como aqueles que, no ano transacto, obtiveram os melhores resultados. O responsável máximo pelo ensino profissional no concelho aproveitou ainda para desejar uma boa integração quer no ensino superior, que no mercado de trabalho que considerou “extremamente concorrencial”. Não deixou, contudo, de sublinhar que os alunos finalistas da EPTOLIVA estão em condições de concorrer aos desejados postos de trabalho e fez questão de destacar as elevadas taxas de absorção dos finalistas da EPTOLIVA no mercado de trabalho.

Na árdua tarefa de busca pelo primeiro emprego, Rocha considerou fundamental a determinação de cada um. “Não podemos aguardar que as oportunidades de emprego nos batam à porta. Temos que fazer tudo o que está ao nosso alcance para isso”, sublinhou.

Sobre as condições que a EPTOLIVA disponibiliza, Paulo Rocha referiu que foram feitos alguns investimentos na escola sede com vista à criação de melhores condições que permitam a recepção da nova turma. Segundo adiantou, foram ainda efectuados alguns investimentos para permitir o bom desenvolvimento dos cursos e foi instalado um novo software de gestão pedagógica.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …