Eptoliva e projeto “Motoplanta” merecem voto de reconhecimento da Câmara de Oliveira do Hospital

“Duplamente de parabéns” pela participação no Concurso Intermunicipal de Ideias de Negócio, a Eptoliva foi ontem merecedora de voto de reconhecimento por parte do município de Oliveira do Hospital.

Sedeada em Oliveira do Hospital e com pólo aberto em Tábua, a escola profissional Eptoliva arrecadou no dia 8 de junho dois dos três prémios do Concurso Municipal de Ideias de Negócio promovido pela CIM da Região de Coimbra. O projeto “Motoplanta” de Hugo Santos e HaQuiQueijo, do polo de Tábua da Eptoliva, desenvolvido pelos alunos Raquel Costa, Tânia Mendes e João Abrantes arrecadaram os dois primeiros prémios do concurso.

Uma prestação que enche de orgulho o município de Oliveira do Hospital que, por iniciativa da vereadora da Educação, Graça Silva, aprovou ontem, por unanimidade – a vereadora do PSD Cristina Oliveira esteve ausente da reunião – um primeiro voto de reconhecimento à Eptoliva e aos seus professores e um segundo voto de reconhecimento ao projeto “Motoplanta” que se sagrou vencedor do concurso.

“A Eptoliva está duplamente de parabéns”, afirmou Graça Silva que para além de valorizar a prestação do aluno Hugo Santos e a qualidade do seu projeto, apreciou de igual forma o projeto “HáQuiQueijo” apresentado por alunos do pólo de Tábua e que ficou em 2º lugar na final do concurso realizada na Figueira da Foz e na qual marcaram presença 18 ideias de negócio. “Quero congratular a escola, professores, os alunos, familiares, amigos que estiveram a apoiar os projetos”, afirmou.

“Tive um orgulho imenso”, confidenciou também o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, presente na final do concurso na qualidade de vice-presidente da CIM da região de Coimbra, facilmente percebeu que o projeto “Motoplanta” se diferenciava das restantes ideias a concurso. José Carlos Alexandrino apreciou também a “capacidade de comunicação” do aluno vencedor para “vender o produto”. “Se eu tivesse uma empresa contratava-o”, frisou o edil oliveirense, para quem o projeto em causa “é uma boa ideia” e com “potencial enorme”. Motivo de satisfação para o autarca é o facto de o concurso contar com três anos de existência e de ter sido ganho duas vezes por alunos de Oliveira do Hospital

LEIA TAMBÉM

Universidade de Coimbra aposta na folha de mirtilo para tratamento da Esclerosa Múltipla

Um projecto de investigação da Universidade de Coimbra aposta no potencial terapêutico da folha de …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve 12 pessoas em Coimbra por suspeita de tráfico de droga

A Directoria do Centro da Polícia Judiciária anunciou hoje ter detido, na terça-feira, doze pessoas …