Escassearam acordos na constituição das Juntas sem maioria absoluta

Está traçado o cenário político em seis das sete juntas de Freguesia do concelho de Oliveira do Hospital, onde a força mais votada não alcançou o conforto da maioria absoluta. A tomada de posse na Junta de Freguesia de Santa Ovaia acontece hoje à noite.

Quando já era conhecida a coligação entre o PS e o movimento independente “Oliveira do Hospital Sempre” na Junta de Freguesia de Oliveira do Hospital, é agora sabido que semelhante entendimento aconteceu apenas na autarquia de Penalva de Alva conquistada pela candidatura independente.

 Ainda que com diferenças relativamente ao acordo estabelecido em Oliveira do Hospital, na autarquia de Penalva de Alva o executivo é agora composto por três elementos independentes – Rui Coelho, Inês Cruz (secretária) e Jorge Figueiredo (tesoureiro) – e a Assembleia é presidida pela socialista Patrícia Lopes.

 O acordo estabelecido remeteu o presidente cessante António Brito – o candidato do PSD foi o segundo mais votado nas eleições de 11 de Outubro – para um lugar na Assembleia de Freguesia.

Contactado pelo correiodabeiraserra.com, Rui Jorge Coelho deu conta de boas perspectivas para os quatros anos que se avizinham.

“Espero que seja possível desenvolver um bom trabalho”, referiu o novo presidente da Junta de Freguesia de Penalva de Alva, mostrando-se ainda confiante numa boa articulação com o executivo municipal que hoje toma posse.

“Queremos é que a freguesia se desenvolva”, sublinhou, considerando que com o acordo estabelecido com o PS estão reunidas as condições para a execução de um bom trabalho.

Nogueira do Cravo: Independentes e socialistas colocam presidente em situação de “minoria”

No último mandato à frente da Junta de Freguesia de Nogueira do Cravo, Adelino Henriques é confrontado com a oposição de socialistas e independentes.

Sem que o partido com que se apresentou a votos tivesse conseguido garantir a presidência da mesa da Assembleia de Freguesia – o lugar é ocupado por Alex Kaluza do PS – o presidente reeleito está também sozinho no executivo, onde o socialista Luís Nina e a independente Anabela Almeida desempenham os cargos de secretário e tesoureira, respectivamente, num acordo entre ambas as forças.

“Em democracia é assim”, reagiu o presidente ao correiodabeiraserra.com, lamentando que as suas tentativas de acordo tenham sido infrutíferas. “Quando não há maiorias estamos sujeitos a isto”, continuou, mostrando-se convicto da realização de um bom trabalho nos próximos quatro anos.

 Adelino Henriques disse ter uma “boa impressão” dos elementos que o acompanham no executivo, mas referiu que lhes cabe a eles darem provas das duas capacidades de trabalho, para poderem ser eleitos num futuro mandato.

Vincando com frequência que ele é que foi eleito “presidente”, Adelino Henriques espera que seja possível realizar trabalho em equipa. Ao mesmo tempo, o autarca disse estar “receptivo” para ensinar o que sabe aos restantes elementos.

Tendo em conta um resultado eleitoral que o colocou a uma distância de 130 votos do candidato do PS e a 245 dos independentes, o presidente eleito lamenta estar agora a deparar-se com um cenário de “minoria”.

Travanca de Lagos: António Santos queria… mas não conseguiu acordo com o PS

É também com um executivo fraccionado que António Santos é reconduzido na presidência da Junta de Freguesia de Travanca de Lagos. Sem que estejam definidos os lugares a ocupar, a certeza é de que o independente Albano Martins e o socialista Amadeu Gonçalves são parte integrante do executivo presidido pelo social-democrata António Santos. O independente Fernando Viegas preside à Mesa da Assembleia de Freguesia.

“Espero que os vogais que foram eleitos pensem na freguesia e não dificultem as coisas”, referiu o presidente ao correiodabeiraserra.com, referindo que a sua tentativa de acordo com o PS acabou por não ser consumada.

“Em democracia eu fazia acordo com o PS”, sublinhou, constatando que “se isto é democracia, muito mal anda a democracia por estas bandas”. Disposto em dar continuidade ao trabalho que iniciou na freguesia, António Santos espera que “daqui para a frente as coisas continuem a funcionar”.

 

São Paio de Gramaços: PSD governa com minoria mas está confiante no diálogo

Apesar de devolver a presidência da Junta de Freguesia de São de Paio de Gramaços ao PSD, Nuno Costa parte para um primeiro mandato com alguma fragilidade governativa.

O novo autarca partilha o executivo com a socialista Cristina Carvalho e o independente António Marques, nos lugares de secretária e tesoureiro respectivamente. A presidência da Assembleia de Freguesia está nas mãos de Susana Martinho do PS.

Confiante na realização de um “mandato normal”, Nuno Costa referiu ao correiodabeiraserra.com que apesar de se revelar descontente com a posição final da junta – “claro que não é do meu agrado”, referiu – o que mais lhe interessa “é o bem da freguesia”.

“Não tenho nada contra ninguém, mas é claro que eu queria ficar com a minha equipa”, acrescentou o novo autarca, conformado com o facto de “a democracia ser mesmo assim”.

Quanto ao trabalho dos próximos quatro anos, Costa acredita que vai haver lugar ao diálogo porque “acima de tudo devem estar os interesses da freguesia”.

Aldeia das Dez: Sónia Madeira encara novo executivo como uma equipa

Sem que tenha equacionado a realização de qualquer tipo de acordo, Sónia Madeira assegura a continuidade do PSD na presidência de Junta de Freguesia de Aldeia das Dez.

Para trás fica, contudo, o conforto de uma maioria absoluta, já que a presidente eleita partilha o executivo com o socialista Luís Conceição e a independente Maria do Céu Mendes.

Na presidência da Mesa da Assembleia de Freguesia, Sónia Madeira depara-se também com a força do independente Tiago Gonçalves. No início do mandato autárquico, a nova presidente da Junta de Freguesia de Aldeia das Dez acredita na “boa fé” dos elementos que a acompanham na autarquia e entende que “toda a gente vai fazer o melhor pela freguesia”.

“A partir de agora somos uma equipa”, sublinhou, verificando que no seu caso concreto vai “cumprir da melhor forma” o mandato para a qual foi eleita.

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …