Escola Básica da Ponte das Três Entradas poderá vir a ter Pina Martins como patrono

O repto foi lançado por o ex-secretário de Estado da Educação de Santana Lopes, José Manuel Canavarro, durante uma cerimónia que, dia 16, antecedeu a atribuição do nome de José Vitorino de Pina Martins à biblioteca daquela escola do Vale do Alva.

Salientando que Pina Martins “é uma figura que prestigia Portugal e toda a área do saber onde ele trabalhou”, Canavarro deixou assim o desafio. “Acho que ficaria muito bem… desculpem-me a intromissão”, sublinhou.

Quem não enjeita essa possibilidade é a presidente do Agrupamento de Escolas do Vale do Alva. Instada pelo correiodabeiraserra.com a comentar a ideia lançada por aquele antigo governante, Sandra Fidalgo disse estar disposta a avançar com o processo, mas também frisou que, neste momento – e com as alterações que o ministério da Educação quer introduzir ao nível dos agrupamentos –, não se sabe “o dia de amanhã”.

Presidente da Câmara quer instituir concurso literário 

Da parte do presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, surgiu entretanto uma outra proposta destinada a perpetuar a memória de “um dos maiores vultos da cultura portuguesa” que nasceu em Penalva de Alva, teve aí a sua instrução primária, e frequentou o prestigiado colégio Brás Garcia de Mascarenhas.

José Carlos Alexandrino defende que o município deve instituir um prémio monetário, no âmbito de um concurso literário anual, como forma de desafiar os jovens a escrever sobre José Vitorino de Pina Martins. “Certamente não iremos esquecer o repto. Está dito, está dito”, aproveitou Sandra Fidalgo.

 

Num momento de ironia, Alexandrino também não deixou de recordar um caricato episódio ocorrido com o ex-secretário de Estado de Santana Lopes, e na altura em que era presidente da Escola Básica Integrada da Cordinha.

A história reporta-se a uma placa evocativa que foi colocada à entrada do pavilhão daquele estabelecimento escolar – por ocasião da sua inauguração, em 2005 – e onde consta o nome do ex-secretário de Estado José Manuel Canavarro. O problema é que Canavarro não compareceu.

Todavia, Alexandrino encontrou ali mesmo uma forma de resolver o problema. “Vamos convidá-lo e acertaremos contas”, ironizou o autarca, notando que apesar de já não ter funções de chefia naquele estabelecimento escolar, tem uma relação de “amizade” com o actual director.

“Já várias pessoas me puxaram as orelhas”

Canavarro viu-se entretanto forçado a dar uma explicação. “Não pude estar. Estava em Coimbra e recebi um telefonema do primeiro-ministro a pedir-me que fosse urgentemente falar com ele. Não tive outro remédio”, explicou aquele ex-secretário de Estado, que também se aprontou a dizer que a sua atitude representou “uma grande falta de cortesia” e “má educação”.

No entanto – “já várias pessoas me puxaram as orelhas aqui em Oliveira do Hospital”, disse –, Canavarro deixou a promessa de um dia visitar a escola que era suposto ter inaugurado.

Esta cerimónia, participada pela viúva de Pina Martins, Prímola Martins, contou ainda com as presenças do director do Serviço de Educação e Bolsas da Fundação Calouste Gulbenkian, Manuel Carmelo Rosa, e de Pedro Teixeira da Mota, que no final ofereceu à biblioteca o último livro – assinado – de  Pina Martins, com o título “Histórias de Livros para a História do Livro”, lançado em 2008.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …