Em Oliveira do Hospital continuam a “varrer-se para debaixo do tapete” as situações de esgotos a céu aberto, que põem em causa a saúde pública das populações.

Esgotos a céu aberto provocam mal-estar

É hoje difícil, no concelho de Oliveira do Hospital, encontrar uma freguesia onde não existam problemas ambientais Imagem vazia padrãoprovocados por obsoletos sistemas de saneamento básico, que já não conseguem conter os esgotos. Depois de uma denúncia feita a este jornal, o Correio da Beira Serra esteve na semana passada em Lagos da Beira e, em pleno centro da aldeia, detectou mais um caso de esgotos a céu aberto que se “passeiam” por terrenos de cultivo e se infiltram nos lençóis freáticos e nas linhas de água.

“Hoje, nem está muito mau, mas há dias que não se pode parar aqui com o cheiro e com as moscas”, disse ao Correio da Beira Serra Maria Irene – uma septuagenária (na foto) que cultiva um pequeno pedaço de terra nas proximidades do local onde estão instaladas as fossas sépticas de Lagos da Beira.

Júlio Guilherme Madeira, que também vive perto do local, aponta para um terreno “onde já deixaram de semear batatas” e garante que, no Verão, “ninguém consegue parar ali”. Sublinhando que o problema se arrasta já há vários anos, Madeira diz não compreender “por que é que não resolvem o problema” de saúde pública que, em pleno século XXI, continua a persistir por todo o concelho de Oliveira do Hospital.

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …