“Este ano há quatro vencedoras que são as quatro marchas do concelho”

 

… contou com a participação especial da marcha de Alfama.

Com as condições climatéricas a serem favoráveis ao certame, as marchas Populares de Oliveira do Hospital voltaram a encantar as gentes e visitantes de Oliveira do Hospital.

No sábado à noite, a festa foi de verdadeiro espírito popular, marcada pelo brilhantismo, elegância e qualidade das quatro marchas participantes.

A marcha do Rancho Folclórico e Cultural de Lagares da Beira brindou o público com uma homenagem aos músicos, a marcha de Gramaços reproduziu o tema das vindimas, Meruge reviveu a tradição dos moinhos e a Sociedade de Defesa e Propaganda de Avô recuou aos bailaricos de antigamente.

Quatro participações que, tal como em edições anteriores, surpreenderam pela positiva, fazendo do evento um certame obrigatório em Oliveira do Hospital, em jeito de comemoração dos Santos Populares.

Ainda que de elevada qualidade, as marchas populares 2012 tiveram a registar a ausência de competição. Uma decisão que partiu da organização do evento por entender que aquele factor desvirtuava a essência do certame de salutar participação.

Decorrente ou não daquela condição, o evento ficou igualmente marcado pela reduzida participação de grupos marchantes.

Ainda que em menor número, as marchas participantes não deixaram de desempenhar o seu papel, abrilhantando e animando as gentes que, um pouco por toda a parte, se confessavam surpreendidas pela singularidade de cada grupo e a qualidade que é crescente de ano para ano.

“Houve sempre quem ganhasse. Mas este ano há quatro vencedores que são as quatro marchas do concelho”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital no final do certame, apreciando o empenho de todos os elementos e responsáveis pelas marchas.

“Estão todos de parabéns”, disse José Carlos Alexandrino, sem deixar também de louvar a presença de todos os que rumaram à Av. Dr. Carlos Campos e ao Parque do Mandanelho para assistir a mais uma edição das marchas populares.

O programa das Marchas Populares, na noite de sábado, não se esgotou na participação das quatro marchas oliveirenses. Aguardada por todos com muita expectativa, a Marcha de Alfama também foi estrela com uma surpreendente presença, que recriou o verdadeiro espírito das marchas populares que na noite de 12 para 13 de junho percorrem a Avenida da Liberdade, em Lisboa.

“Devo agradecer o vosso brilhantismo”, disse o o presidente da Câmara, dando conta do “orgulho” sentido pelos oliveirenses na receção que fizeram à Marcha de Alfama, que surgiu com o tema dos “mexericos”.



Se no sábado, o brilhantismo tomou contou do Mandanelho, no final da tarde de domingo a festa não se fez por menos, com o programa das marchas infantis, participado pelas marchas da Cordinha, Obra D. Josefina da Fonseca, Centro Social e Paroquial de Seixo da Beira, Gramaços, Agrupamento de Escolas de Lagares da Beira e 2º ano da EB1 de Oliveira do Hospital.

Com muita cor, alegria e o espírito próprio de ser criança, as marchas infantis voltaram a atrair as atenções e a afirmar, que tal como as seniores, também as infantis são de realização obrigatória no concelho oliveirense.

Com Photus & Retratus

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …