Estrada da Beira em “estado lastimável”

Transitar na Estrada da Beira, está-se a revelar um autêntico tormento. O mau estado da via, no troço que atravessa o concelho de Oliveira do Hospital, ganhou nos últimos dias contornos mais gravosos, revelando-se a estrada num verdadeiro perigo para quem ali transita.

“A estrada não tem buracos, tem crateras”, denunciou no último sábado o deputado do movimento “Oliveira do Hospital Sempre”, José Vasco Campos em reunião da Assembleia Municipal, solicitando à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital para junto da EP alertar para “o estado lastimável” da Estrada da Beira que, nos últimos tempos, também tem assistido ao aumento do trânsito decorrente da introdução de portagens na A25. “A estrada é usada por muitos pesados que estão a deteriorar a via”, alertou.

Uma situação para a qual o vereador do mesmo movimento independente teve, ontem, oportunidade de chamar à atenção da autarquia. “Está um perigo”, referiu José Carlos Mendes na reunião pública do executivo, notando que o mau estado da Estrada da Beira “pode dar azo a acidentes graves”.

Uma situação que, na opinião do vereador, deve ser objeto de forte pressão por parte do município junto da Estradas de Portugal. “Devemos enviar pedido de intervenção rápida à EP, nem que seja todos os dias”, defendeu.

Uma situação a que o presidente da Câmara Municipal garante estar atento. “Vamos ter que pressionar a EP a resolver”, afirmou José Carlos Alexandrino, contando que a intervenção ocorrida no verão no troço da zona de Galizes aconteceu “por forte pressão” da Câmara Municipal que procedeu ao envio de vários relatórios, a alertar para a perigosidade do estado da Estrada da Beira naquele local em concreto.

O autarca garante já ter enviado relatório a solicitar intervenção nos pontos mais problemáticos. José Carlos Alexandrino não tem dúvidas de que a degradação recorrente da Estrada da Beira está diretamente associada ao “aumento brutal de tráfego, devido à introdução de portagens na A25 e às obras no IP3”.

No troço que atravessa o concelho, são vários os pontos críticos na Estrada da Beira. Extensos buracos que condicionam a normal circulação na via, com alguns condutores a entrarem em despiste e outros a optar pelo desvio, provocando situações de perigo numa estrada de grande movimento. O choque entre viaturas tem sido uma constante naquela via muito utilizada por camiões.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …