Estudantes de Oliveira do Hospital defendem projetos em Concurso Municipal de Ideias de Negócio

No próximo dia 9 de maio, 10 projetos de alunos do concelho de Oliveira do Hospital irão disputar a final do Concurso Municipal de Ideias de Negócio. A iniciativa é promovida no âmbito do projeto “Empreendedorismo nas Escolas – Educação Empreendedora” desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra em parceria com os municípios seus constituintes.

A iniciativa Escolas Empreendedoras, que tem o envolvimento do município de Oliveira do Hospital, é dirigida aos alunos que frequentam o ensino secundário e profissional, no Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital e na EPTOLIVA – Escola Profissional de Tábua e Oliveira do Hospital.

Após a reunião do júri, das 18 ideias de negócio foram apuradas 10 que serão defendidas pelos jovens promotores na final do concurso municipal que terá lugar às 21h00 no Salão Nobre dos Paços do Município, uma sessão que é aberta a toda a comunidade oliveirense. O projeto melhor classificado nesta final, no dia 9 de maio, irá representar o Município de Oliveira do Hospital na final intermunicipal a realizar no dia 7 de junho, na Figueira da Foz, onde estarão em concurso os 19 projetos provenientes de cada um dos 19 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra.

O Concurso Municipal de Ideias de Negócio, que tem vindo a ser implementado nos últimos anos, é uma iniciativa que tem como objetivo sensibilizar e motivar os jovens para as práticas empreendedoras, promovendo o espírito de iniciativa e dinamismo no concelho. Visa também proporcionar ideias de negócio em diversos setores de atividade que tenham viabilidade para a região, com demonstração da sua exequibilidade prática e do potencial dos projetos em causa.

Concorrem alunos do concelho, a frequentar o ensino secundário ou profissional, sendo que cada equipa deverá ser constituída no máximo por três elementos, que deverão apresentar ideias inovadoras, exequíveis e com vantagens competitivas, suscetíveis de dar origem ao aparecimento de um novo produto ou serviço com novas características e potencialidades.

O júri, constituído por um representante da Câmara Municipal, um Empreendedor/Empresário da região e um elemento a designar pelo Município relacionado com a temática e com isenção total às escolas envolvidas, avaliará os projetos tendo em consideração os seguintes critérios: grau de inovação (25%); exequibilidade (25%); impacte para o território da CIM-RC (25%); estruturação da ideia (15%) e desenvolvimento (maturação) da ideia (10%).

Ainda no âmbito da iniciativa Escolas Empreendedoras, foi promovida a sessão “Conferências Teen” e foram também dinamizados vários encontros denominados “Conversas com Empreendedores”, nas últimas semanas de aulas antes da interrupção letiva da Páscoa. Estas ações, realizadas em contexto de sala de aula, juntaram vários empresários/empreendedores de vários setores que partilham experiências com os alunos envolvidos no projeto.

LEIA TAMBÉM

Ministério Público abre inquéritos para apurar responsabilidades da Câmara de Oliveira do Hospital nos incêndios de 15 de Outubro

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito, após a denúncia apresentada a 24 de Outubro …

Seia investe 7 mil euros na distribuição de cabazes de Natal pelas vítimas dos incêndios

A Câmara Municipal de Seia está a proceder à distribuição de cabazes de Natal pelas …