EUA espiam utilizadores de internet em todo o mundo

A Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos terá acesso directo aos servidores das principais companhias mundiais de tecnologia e aos dados dos seus utilizadores, revelaram nas últimas horas os jornais The Guardian e Washington Post.

Segundo um documento interno e confidencial da NSA obtido pelo The Guardian, aquela agência opera um programa de recolha de dados sob o nome de código PRISM. Ao dispor de uma gigantesca máquina de espionagem electrónica em marcha desde 2007 estarão emails, chats, gravações de chamadas, fotografias, vídeos, históricos de pesquisas e registos de transferências de ficheiros de todos os utilizadores dos serviços da Google, Facebook, Yahoo, Apple, Microsoft, Skype, YouTube, AOL e PalTalk, entre outras possíveis empresas visadas.

A PalTalk, pouco conhecida em Portugal, é bastante popular no mundo árabe e será uma das principais fontes de dados para a secreta norte-americana desde o início da vaga revolucionária no Norte de África e ao longo da guerra civil síria, explica o Washington Post.

Ao abrigo da lei norte-americana, estas empresas já estavam obrigadas a ceder dados dos seus utilizadores em caso de uma investigação judicial ou de uma ameaça à segurança nacional. No entanto, o programa PRISM oferecerá acesso directo e extrajudicial aos servidores destas companhias, sublinha o The Guardian.

Enquanto tabloide norte-americano USA Today afirma que «nenhum cidadão americano foi alvo» do PRISM, o The Guardian afirma que «o mundo inteiro» está sob a lupa do programa.

Os contornos do PRISM estão expostos num ficheiro PowerPoint de 41 slides a que os dois jornais tiveram acesso. No entanto, todas as entidades visadas negam ter conhecimento do programa de espionagem.

In sol.pt

LEIA TAMBÉM

GNR deteve alegados traficantes de droga nos acessos a uma “Rave” em Oliveira do Hospital

Pastor de 90 anos continua desaparecido em Seia

Um pastor de 90 anos que está desaparecido na pequena localidade de Valezim no concelho de …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra suspeito de homicídio na forma tentada

A Polícia Judiciária (PJ) identificou e deteve, na segunda-feira, em Coimbra, um homem suspeito da …