Ex-adjunto de Vítor Pontes, Gil Couto é o novo treinador do FC Oliveira do Hospital

Ex-adjunto de Vítor Pontes, Gil Couto é o novo treinador do FC Oliveira do Hospital

Gil Couto, ex-adjunto de Vítor Pontes, 35 anos, é o novo treinador do FC Oliveira do Hospital, ocupando o lugar que foi deixado vago por André David que se transferiu para o Grupo Desportivo de Bragança. O novo técnico assinou um contrato válido até ao final da temporada e começa a trabalhar já na segunda-feira. O jogo desta jornada ainda será orientado pelo técnico interino Ivo Carvalho que no final da temporada deverá juntar-se novamente a André David.

A direcção do clube esteve indecisa entre uma escolha interna ou externa. Acabou por prevalecer a segunda. “Tentámos encontrar um treinador com os mesmos princípios de jogo e de atitude de André David e penso que o conseguimos”, explicou ao CBS o presidente do emblema oliveirense, Paulo Figueira. “O nosso objectivo continua inalterado, pretendemos a manutenção.

Gil Couto chega ao FC Oliveira do Hospital com 35 anos e vários anos de experiência como treinador. Particularmente, como adjunto de Vítor Pontes no União de Leiria e depois no Clube de Chibuto, da I Divisão de Moçambique. Na época passada chegou na fase final ao Vila Flor SC, mas já não conseguiu evitar a despromoção do clube aos distritais. “Este é um desafio interessante e não gosto de estar parado devido ao gosto pelo treino e pelo jogo”, começou por referir ao CBS, revelando que não o podem comparar a André David. “Todos os treinadores são diferentes. Pode haver uma linha condutora, mas depois todos têm os seus próprios métodos”, sublinhou, garantindo que o objectivo é a manutenção. “Mas a diferença para o segundo classificado não é muito grande e depois deste jogo ainda vou orientar quatro. Está um campeonato muito competitivo e vamos ver onde conseguimos chegar. O que quero é ganhar sempre o jogo que se segue”, conta.

Amigo de longa data de André David, Gil Couto confessou que está relativamente bem informado sobre as potencialidades do plantel oliveirense. “Conversávamos quase todas as semanas e depois de surgir esta oportunidade procurei ainda saber mais sobre o grupo de trabalho. Estou relativamente bem informado e no domingo vou ver o jogo do FC Oliveira do Hospital, antes de começar a trabalhar”, rematou.

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …