Exames 9º ano: EBI da Cordinha obteve os melhores resultados a nível concelhio

Com uma média de notas de 3,10, a EBI da Cordinha ocupa o 24º lugar na lista das escolas do distrito de Coimbra com exames do 9º ano, composta por 63 estabelecimentos de ensino. Com o Colégio S. José à cabeça – esta escola é a melhor classificada a nível nacional – o ranking distrital identifica a EBI da Cordinha com nota positiva a português (3,14) e a Matemática (3,07), e localiza-a entre as primeiras três de dezenas de escolas com melhores resultados.

Num total de 60 exames realizados, a Cordinha consegue obter os melhores resultados a nível concelhio, distanciando-se em nove posições da Escola Secundária com 3º Ciclo e em mais de 30 dos agrupamentos Brás Garcia de Mascarenhas, Lagares da Beira e Ponte das Três Entradas.

A ocupar a 33ª posição, a Secundária de Oliveira do Hospital surge no ranking com uma média de notas de 2,98 num total de 120 exames realizados. Refira-se, porém, que nesta escola, a nota de Matemática (3,10) foi a melhor obtida a nível concelhio. A Língua Portuguesa, esta escola ficou-se pelos 2,85.

Pior performance foi registada pelos restantes agrupamentos concelhios, sendo que de entre os três, o Brás Garcia de Mascarenhas – a ocupar a 56ª posição – foi o melhor colocado com uma média de nota de 2,63. Na análise às duas disciplinas em avaliação, destaca-se o facto de nesta escola, os 112 exames realizados terem sido mais favoráveis a Língua Portuguesa (2,84), do que a Matemática (2,43).

Cenário inverso é o que é visível nas EBI de Lagares da Beira e Ponte das Três Entradas, onde os resultados de Matemática (2,64 e 2,79, respectivamente), são superiores aos de Língua Portuguesa (2,55 e 2,39). A ocuparem as 57ª e 58ª posição, os agrupamentos de Lagares da Beira e Ponte das Três Entradas surgem com igual nota final (2,59), diferindo contudo no número de exames realizados, já que a primeira totaliza 22 e a segunda 56.

Numa análise ao ranking nacional divulgado este fim-de-semana, a EBI da Cordinha surge também à frente das restantes escolas do concelho. Num total de 1299 escolas, a EBI da Cordinha ocupa a 388ª posição. Na 517ª posição aparece a Escola Secundária, sendo que o Agrupamento Brás Garcia de Mascarenhas só surge entretanto no 1008º lugar. Ao contrário do registado no ranking distrital, a listagem nacional coloca a escola da Ponte das Três Entradas à frente da EBI de Lagares da Beira ocupando as 1144ª e 1163ª posições, respectivamente.

“Turma +” na base do sucesso da EBI da Cordinha

Visivelmente satisfeito com o lugar ocupado a nível distrital e nacional, o director da EBI da Cordinha atribui a responsabilidade maior do sucesso, ao projecto “Turma +” que entrou em vigor no passado ano lectivo.

“Entendíamos que estávamos a ocupar uma posição muito má e, depois de uma reflexão decidimos apostar no projecto Turma +”, explica Carlos Carvalheira, referindo que a prioridade da escola era de “eliminar o insucesso escolar”.

E, a verdade, é que ao fim de um ano, o projecto pioneiro a nível distrital se traduziu em bons resultados para a EBI da Cordinha retirando-a da cauda do ranking das escolas. “Há três anos só tivemos uma nota positiva no exame nacional de Matemática”, confessa Carvalheira, regozijando-se agora de poder estar à frente de uma escola que apresenta os melhores resultados a nível concelhio.

Sem querer desvalorizar o trabalho desenvolvido por cada uma das escolas do concelho – “todas trabalham muito bem e têm óptimos professores”, frisa – o director da EBI da Cordinha destaca o empenho dos docentes do agrupamento, bem como a mudança de hábitos dos próprios alunos e encarregados de educação.

É neste domínio que, Carlos Carvalheira realça a importância do projecto “Turma +” aplicado às disciplinas consideradas mais problemáticas entre os alunos: Matemática, Língua Portuguesa e Inglês.

A funcionar como uma terceira turma naquelas disciplinas, a “Turma +” é destinada à totalidade dos alunos do 6º, 7º e 9º anos, em sistema rotativo, primando por “um ensino individualizado” e “um reforço das aprendizagens”.

Embora pioneiro no distrito, o projecto estava já em marcha numa escola alentejana, onde a EBI da Cordinha procurou inspiração para inverter o cenário de más notas com que se estava a deparar.

Alcançado o objectivo, acabou por ser a EBI da Cordinha, a convite da Direcção Regional de Educação do Centro, a fazer uma exposição do projecto às restantes escolas do distrito, para colocarem em marcha o novo projecto do Ministério da Educação designado por “Mais sucesso escolar”.

Pese embora todo o mérito que a direcção da Escola atribui ao “Turma +”, Carlos Carvalheira não deixa de frisar a importância de outros projectos desenvolvidos ao longo do ano, bem como as frequentes reuniões com encarregados de educação e a implementação do Quadro de Mérito.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …