Exames 9º ano: EBI da Cordinha obteve os melhores resultados a nível concelhio

Com uma média de notas de 3,10, a EBI da Cordinha ocupa o 24º lugar na lista das escolas do distrito de Coimbra com exames do 9º ano, composta por 63 estabelecimentos de ensino. Com o Colégio S. José à cabeça – esta escola é a melhor classificada a nível nacional – o ranking distrital identifica a EBI da Cordinha com nota positiva a português (3,14) e a Matemática (3,07), e localiza-a entre as primeiras três de dezenas de escolas com melhores resultados.

Num total de 60 exames realizados, a Cordinha consegue obter os melhores resultados a nível concelhio, distanciando-se em nove posições da Escola Secundária com 3º Ciclo e em mais de 30 dos agrupamentos Brás Garcia de Mascarenhas, Lagares da Beira e Ponte das Três Entradas.

A ocupar a 33ª posição, a Secundária de Oliveira do Hospital surge no ranking com uma média de notas de 2,98 num total de 120 exames realizados. Refira-se, porém, que nesta escola, a nota de Matemática (3,10) foi a melhor obtida a nível concelhio. A Língua Portuguesa, esta escola ficou-se pelos 2,85.

Pior performance foi registada pelos restantes agrupamentos concelhios, sendo que de entre os três, o Brás Garcia de Mascarenhas – a ocupar a 56ª posição – foi o melhor colocado com uma média de nota de 2,63. Na análise às duas disciplinas em avaliação, destaca-se o facto de nesta escola, os 112 exames realizados terem sido mais favoráveis a Língua Portuguesa (2,84), do que a Matemática (2,43).

Cenário inverso é o que é visível nas EBI de Lagares da Beira e Ponte das Três Entradas, onde os resultados de Matemática (2,64 e 2,79, respectivamente), são superiores aos de Língua Portuguesa (2,55 e 2,39). A ocuparem as 57ª e 58ª posição, os agrupamentos de Lagares da Beira e Ponte das Três Entradas surgem com igual nota final (2,59), diferindo contudo no número de exames realizados, já que a primeira totaliza 22 e a segunda 56.

Numa análise ao ranking nacional divulgado este fim-de-semana, a EBI da Cordinha surge também à frente das restantes escolas do concelho. Num total de 1299 escolas, a EBI da Cordinha ocupa a 388ª posição. Na 517ª posição aparece a Escola Secundária, sendo que o Agrupamento Brás Garcia de Mascarenhas só surge entretanto no 1008º lugar. Ao contrário do registado no ranking distrital, a listagem nacional coloca a escola da Ponte das Três Entradas à frente da EBI de Lagares da Beira ocupando as 1144ª e 1163ª posições, respectivamente.

“Turma +” na base do sucesso da EBI da Cordinha

Visivelmente satisfeito com o lugar ocupado a nível distrital e nacional, o director da EBI da Cordinha atribui a responsabilidade maior do sucesso, ao projecto “Turma +” que entrou em vigor no passado ano lectivo.

“Entendíamos que estávamos a ocupar uma posição muito má e, depois de uma reflexão decidimos apostar no projecto Turma +”, explica Carlos Carvalheira, referindo que a prioridade da escola era de “eliminar o insucesso escolar”.

E, a verdade, é que ao fim de um ano, o projecto pioneiro a nível distrital se traduziu em bons resultados para a EBI da Cordinha retirando-a da cauda do ranking das escolas. “Há três anos só tivemos uma nota positiva no exame nacional de Matemática”, confessa Carvalheira, regozijando-se agora de poder estar à frente de uma escola que apresenta os melhores resultados a nível concelhio.

Sem querer desvalorizar o trabalho desenvolvido por cada uma das escolas do concelho – “todas trabalham muito bem e têm óptimos professores”, frisa – o director da EBI da Cordinha destaca o empenho dos docentes do agrupamento, bem como a mudança de hábitos dos próprios alunos e encarregados de educação.

É neste domínio que, Carlos Carvalheira realça a importância do projecto “Turma +” aplicado às disciplinas consideradas mais problemáticas entre os alunos: Matemática, Língua Portuguesa e Inglês.

A funcionar como uma terceira turma naquelas disciplinas, a “Turma +” é destinada à totalidade dos alunos do 6º, 7º e 9º anos, em sistema rotativo, primando por “um ensino individualizado” e “um reforço das aprendizagens”.

Embora pioneiro no distrito, o projecto estava já em marcha numa escola alentejana, onde a EBI da Cordinha procurou inspiração para inverter o cenário de más notas com que se estava a deparar.

Alcançado o objectivo, acabou por ser a EBI da Cordinha, a convite da Direcção Regional de Educação do Centro, a fazer uma exposição do projecto às restantes escolas do distrito, para colocarem em marcha o novo projecto do Ministério da Educação designado por “Mais sucesso escolar”.

Pese embora todo o mérito que a direcção da Escola atribui ao “Turma +”, Carlos Carvalheira não deixa de frisar a importância de outros projectos desenvolvidos ao longo do ano, bem como as frequentes reuniões com encarregados de educação e a implementação do Quadro de Mérito.

LEIA TAMBÉM

Alunos da ESTGOH consideram “Oliveira do Hospital uma cidade acolhedora”

ESTGOH atrai 110 alunos na primeira fase de acesso ao ensino superior, curso de Gestão das Bioindústrias sem grande adesão

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) preencheu 110 das …

Amianto vai ser retirado da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, oposição critica “timing”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital anunciou ontem que assinou um contrato de adjudicação …