FAAD apela à generosidade dos contribuintes

 

Meio ponto percentual do valor cobrado a cada contribuinte é o que a Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD) de Oliveira do Hospital quer voltar a receber este ano, depois de ver reconhecida a possibilidade de o seu número de pessoa coletiva – 500746621- ser utilizado pelos contribuintes no anexo H da declaração.

Um repto que a instituição vem lançando há já algum tempo e que no ano passado permitiu à Instituição Particular de Solidariedade Social arrecadar 1.565,91 Euros . Um montante que a FAAD aplicou na aquisição de um equipamento de MAPA, que permite avaliar todos os dias a tensão arterial de um utente durante 24 horas.

“O apetrechamento do Hospital depende assim de um gesto tão simples que resulta, não no pagamento de mais impostos, mas sim no decidir do destino a dar a meio por cento do valor cobrado”, sublinha a instituição em comunicado.

LEIA TAMBÉM

Da promessa à efetiva criação do Plano Nacional para as demências. Autor: José Carreira

A Alzheimer Portugal há muito que tem vindo a defender um Plano Nacional para que …

Adopção de estilo de vida saudável pode reduzir risco de doença de Alzheimer. Autor: Ana Margarida Cavaleiro

Os hábitos que adotamos na vida podem fazer uma grande diferença na nossa saúde, assim …