FAAD mantém interesse nos Cuidados Continuados

“A FAAD não desistiu e mantém o interesse”, garantiu ao correiodabeiraserra.com, o presidente do Conselho de Administração lamentando que, até ao momento, ainda não tenha sido dada qualquer resposta à candidatura para 26 camas, apresentada por aquela IPSS ao Programa Modelar do Ministério da Saúde.

“Infelizmente, o atraso na resposta já é normal”, frisou Sebastião Antunes a este diário digital, clarificando que não está em causa qualquer tipo de desistência por parte da FAAD. O responsável justifica a intenção da FAAD em aderir à rede, com a realidade a que se assiste a nível local já que, nota uma grande necessidade nesse domínio. Para além disso – reforçou – “as ideias do Ministério da Saúde também vão nesse sentido”.

A candidatura ao Programa Modelar foi apresentada em Outubro de 2008 e, no caso concreto da FAAD, incidia sobre a criação de uma unidade de internamento dotada de 26 camas e, sobre a construção de um edifício, paralelo ao actual corpo do hospital.

“Já temos um projecto delineado que carece de algumas alterações e que prevê a ligação, através de um corredor, entre o novo edifício e o hospital”, explicou Sebastião Antunes, sublinhando que a FAAD está provida do pessoal especializado necessário para assegurar o internamento de cuidados continuados.

Ainda que sem previsão para a obtenção de uma resposta favorável do programa Modelar, Sebastião Antunes acredita na viabilidade da pretensão da FAAD em levar por diante a criação de uma Unidade de Cuidados Continuados.

Contactada pelo correiodabeiraserra.com, fonte da Administração Regional de Saúde do Centro referiu não haver qualquer informação sobre o caso concreto da FAAD, mas assegurou que as candidaturas apresentadas estão frequentemente sobre análise.

Ainda no passado mês de Janeiro, o programa Modelar aprovou 25 candidaturas de entidades privadas sem fins lucrativos, numa iniciativa que prevê o financiamento de verbas que se destinam a aumentar a capacidade das unidades de internamento em Cuidados Continuados na Região Centro. No distrito de Coimbra, a medida contribuiu para o aumento de mais 161 lugares.

LEIA TAMBÉM

Saúde em Oliveira do Hospital continua envolta em crise, utentes queixam-se e presidente da Câmara reconhece que solução não está nas mãos da autarquia

Uma utente não conseguia disfarçar a sua indignação por não ter, mais uma vez, conseguido a …

Coordenador do centro de saúde de Tábua alerta para consultórios sem lavatórios

PSD de Oliveira do Hospital quer atenuar encargos com medicamentos por parte das famílias mais carenciadas

O grupo de eleitos do PSD na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital apresentou hoje …