Falha no aquecimento arrefece salas de aula do Vale do Alva

 

Os 280 alunos e os 40 professores da escola sede do Agrupamento de Escolas do Vale do Alva, na Ponte das Três Entradas, têm vivido dias de algum desconforto, devido ao frio que se tem verificado nas salas de aula e outros espaços comuns.

O problema já se arrasta desde a semana passada, altura em que – de acordo com a diretora daquele estabelecimento de ensino – foi detetada uma anomalia numa das caldeiras de aquecimento.

“Não é por negligência, nem por falta de dinheiro”, assegurou Sandra Fidalgo ao correiodabeiraserra.com, explicando que a situação se tornou mais grave pelo facto de se estar a assistir a uma acentuada descida das temperaturas.

Explicando que, com exceção do dia de ontem, o aquecimento da escola esteve sempre a funcionar a “meio gás” – uma caldeira manteve-se em funcionamento – Fidalgo assegurou ter informado toda a comunidade educativa sobre o que se estava a passar.

Certa de que o problema deverá ficar sanado durante o dia de amanhã, a diretora do Agrupamento de Escolas do Vale do Alva lamenta que a situação tenha tardado em ficar restabelecida e atribui aos técnicos a responsabilidade pelo atraso.

À frente dos destinos da escola desde o ano letivo de 2003/2004, Sandra Fidalgo garante que a situação nunca tinha ocorrido anteriormente e que o que aconteceu “também pode acontecer nas casas de cada um”. “Tem a ver com problemas técnicos”, frisou.

Apesar das baixas temperaturas que insistem em permanecer nas salas de aula, a direção da escola garante que todas as atividades letivas decorreram dentro da normalidade e que, a situação foi bem compreendida por pais e alunos.

LEIA TAMBÉM

Os pais da exclusão… Autor: Renato Nunes

Biblioteca Nacional de Lisboa, 29 de Setembro de 2017. Depois de mais um dia de …

Coligação liderada pelo CDS preocupada com empreitada da retirada do amianto das escolas de Oliveira do Hospital

A Coligação Construir o Futuro (CDS-PP / MPT / PPM) está “preocupada e apreensiva” com …