Incêndio reacende-se na Serra da Malcata, zona do Lince Ibérico

Falta de limpeza de florestal pode custar multa de cinco mil euros a proprietários

O Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS) da Guarda Nacional Republicana, em parceria com o Município de Viseu, está a realizar uma acção de sensibilização e fiscalização de limpeza florestal junto a edifícios, incentivando à adopção de atitudes preventivas de incêndios. Uma acção que decorre até ao dia 1 de Abril.

Além da limpeza num raio de 50 metros em torno dos edifícios, são também aconselhadas que as árvores e arbustos devem estar a uma distância de cinco metros das habitações, sendo de evitar o seu crescimento descontrolado e a projecção sobre telhados. A concentração elevada de árvores num mesmo local é desaconselhada, devendo manter-se, preferencialmente, uma distância mínima de 4 metros entre as copas.

“Todos os proprietários, arrendatários ou outras entidades que possuam ou tenham a seu cargo terrenos próximos de habitações e/ou edifícios, nomeadamente em zonas florestais, devem proceder à sua limpeza, num raio de 50 metros em torno dos mesmos”, adianta a autarquia em comunicado.

A partir dessa data, 1 de Abril, o GIPS irá continuar a sua acção no terreno, procedendo à fiscalização das limpezas. E pode ficar caro aos proprietários. Todos aqueles que não efectuem a limpeza podem ser multados com coimas que variam entre os 140 euros e os cinco mil euros.

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

PJ deteve em Seia um homem por tentativa de homicídio

O Departamento de Investigação Criminal da Guarda da Polícia Judiciária (PJ), com a colaboração da …

Primeiro-ministro apresenta 20 equipas de sapadores florestais em Oliveira do Hospital

O primeiro-ministro, António Costa, apresenta amanhã 20 novas equipas de sapadores florestais, em Oliveira do …