FCOH é campeão distrital da Associação de Futebol de Coimbra

O FCOH venceu, ontem, o Febres por 2-1 e sagrou-se campeão distrital da Associação de Futebol de Coimbra. O regresso ao campeonato nacional foi assinalado pelo município que acolheu a equipa no Salão Nobre da Câmara Municipal.

O previsto acabou por acontecer. A quatro  jornadas do final da época desportiva, a equipa do Futebol Clube de Oliveira do Hospital não se ficou pelo empate que necessitava frente ao Febres para vencer o campeonato, impondo mesmo a vitória por 2-1. A jogar em casa, o FCOH sagrou-se por isso campeão da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra e festejou a subida no Salão Nobre da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, no âmbito de uma receção que o executivo de José Carlos Alexandrino fez questão de fazer ao plantel, dirigentes e equipa técnica.

Logo evocando a memória do falecido sócio do clube, Abel Rodrigues, por quem chegou a pedir 30 segundos de silêncio, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital apreciou o trabalho desenvolvido por todo o “coletivo” e a “alegria” que os atletas deram aos dirigentes, equipa técnica e oliveirenses. “É bom para vocês e para Oliveira do Hospital”, afirmou José Carlos Alexandrino para quem a equipa voltou a “fazer história” ao reconquistar lugar no campeonato nacional. “O lugar do FCOH não é no distrital é nos nacionais”, considerou o autarca oliveirense, notando até que, pelos jogos que viu ao longo deste campeonato, “90 por cento do plantel pode jogar na 2ª divisão”.

A manifestar o “orgulho” sentido pelo município, José Carlos Alexandrino revelou a disponibilidade da autarquia para, dentro do possível, continuar a apoiar a equipa. “Não será por falta de apoio da Câmara que vamos acabar com o desporto senior”, referiu, revelando-se crítico com “uma pessoa com grande responsabilidade” que na véspera, em reunião de Assembleia Municipal, “disse que eu não deveria ter feito o relvado sintético de Lagares da Beira, nem o de Oliveira  porque é para jogarem meia dúzia de miúdos que vêm de fora”. “Deu-me vontade de rir, porque quem fala assim demonstra ignorância total sobre o desporto no nosso concelho”, referiu.

“Oliveira do Hospital merece que o clube da sua cidade esteja mais acima”, referiu também o vereador do desporto na Câmara Municipal, Nuno Ribeiro, para quem a vitória do campeonato pelo FCOH deve ser “motivo de orgulho para os oliveirenses”. A comemorar a conquista antecipada do campeonato por parte do FCOH, Nuno Ribeiro aprecia o facto de na presente época, com os bons resultados, o clube ter conseguido chamar a cidade até si, contrariando a tendência que se vinha verificando de um cada vez maior afastamento. Manifesta por isso o “orgulho” sentido pelo município que, enquanto “principal patrocinador” da equipa verifica que “os investimentos têm retorno em êxitos desportivos”. “Hoje este relvado sintético que têm no campo, se calhar também contribuiu muito para que o FCOH, em casa, não passasse pelas dificuldades que ia tendo sempre que o inverno chegava”, disse ainda o vereador numa alusão aos que criticam “os apoios ao desporto”.

A atribuir o campeonato ao falecido sócio Abel Rodrigues e ao dirigente Mário Brito – “sem ele, tenho certeza que não poderíamos ser campeões, obrigada”, referiu – o presidente da direção do FCOH elogiou o trabalho desenvolvido pela equipa técnica e pelos jogadores, “Temos aqui um grupo fantástico”, referiu Paulo Figueira que, do mesmo modo, sublinhou o papel determinante que a Câmara Municipal tem na vida do clube. “A Câmara tem sido o suporte do FCOH”, disse o dirigente que, desde o início da época desportiva disse ter acreditado na equipa técnica e “em Nossa Senhora de Fátima”. Informou, por isso, que cumprirá peregrinação a Fátima a pé pela “conquista do título”. “Quem quiser pode-me acompanhar”, frisou ainda.

Campeão distrital pelo FCOH, o treinador André David agradeceu a oportunidade dada à equipa técnica para trabalhar em Oliveira do Hospital, assim como o apoio dado pela Câmara Municipal e pelas famílias “Só sendo os primeiros em tudo nos podemos sagrar campeões. De outra forma não seria possível”, sustentou.

Capitão da equipa, Pedro André partilhou o “orgulho enorme em capitanear a equipa” acabada de se sagrar campeã distrital. “Parabéns à equipa, direção e equipa técnica e às famílias”, frisou, agradecendo à Câmara pelo “apoio que sempre deu” e à direção “que nunca nos deixou faltar nada”.

Foto: RBN

LEIA TAMBÉM

CDS/PP pede ao Governo conclusão do IC6 até Oliveira do Hospital e construção do IC7 e IC37

O grupo parlamentar do CDS-PP recomendou ontem ao Governo a conclusão do Itinerário Complementar 6 …

E porque digo eu que o Futebol Clube do Porto é a equipa de futebol mais próxima de jogar como faz o Real Madrid? Autor: João Dinis

Tipo “declaração de interesses”, digo que sou Benfiquista desde que me conheço (tenho 64 anos) …

  • António Lopes

    A deformação nunca foi uma qualidade do ser humano.Quem de direito do Futebol Clube de Oliveira do Hospital, no momento certo e com uma elevação que me surpreendeu, honrando a instituição,teve para comigo uma atitude que registo para sempre.As atitudes, em determinados momentos,demonstram o carácter dos homens, ou a falta dele.O Senhor Presidente da Câmara está a ter o que entende.Os responsáveis do Oliveira, estiveram à altura dos pergaminhos do clube, o que se regista..O compromisso do Senhor Presidente da Câmara, nas eleições de 2009, foi de construção de um Complexo Desportivo.Não se deve prometer o que não se pode cumprir.Prometendo-se, deve fazer-se.Sei demais como e porquê foi feito o relvado sintético no momento em que foi e nas condições em que foi..E é disso que António Lopes discordou e discorda.Quanto ao resto, todos sabem que não preciso provar nada.(nem a meu actual estado de “loucura” mo permite..! Parabéns ao Futebol Clube de Oliveira,ao seu presidente, aos atletas, equipa técnica e de apoio, e um grande abraço ao Mário Brito.

    • EU

      Antes de mais Parabéns ao Futebol de OLIVEIRA DO HOSPITAL e a todos os que contribuiram para estarem nesta belissima posição “CAPEÕES DISTRITAIS”
      Mas agora pergunto eu…….. Oliveira do Hospital não tem mais desportos????? Porque será que os apoios financeiros só vão para o FUTEBOL, ou na sua maioria, são todos canalizados para esta modalidade????? Gastaram-se não sei quantos mil euros em sintéticos e quanto gastaram com os outros desportos????? Infelizmente a nossa “câmara” só reconhece como atletas aqueles que andam de chuteiras atrás de uma bola, pois para a “câmara” todos os outros desportos são mero “passa tempo” …….. Se calhar se dessem o mesmo apoio a todos os desportos de Oliveira do Hospital como dão ao futebol provavelmente estariamos como “CAMPEÕES DISTRITAIS E ATÉ NACIONAIS” em mais modalidades…………….. fica a dica!!!