Depois de ter derrotado o FC Porto em Oliveira do Hospital por 5-2, na prova 2 do campeonato nacional de hóquei em patins/zona norte...

FCOH perde em Barcelos com árbitro “caseiro”

os iniciados do FCOH foram este domingo perder em Barcelos por 4-1, ficando assim arredados da “final-four” – a prova destinada a apurar o campeão nacional.

A ambicionar o título estão agora o FC Porto e Barcelos (zona norte) e Sporting e Paço de Arcos (zona sul). O Benfica e o Marítimo do Funchal, também ficaram pelo caminho.

Mas a derrota do FCOH em Barcelos está envolta numa caricata polémica, uma vez que o jogo – de um campeonato nacional – não foi arbitrado por nenhum árbitro indicado pelo Conselho Nacional de Árbitros de Hóquei em Patins.

“Já enviámos uma carta para a Federação Portuguesa de Patinagem a manifestar o nosso desagrado e a pedir responsabilidades pelo sucedido ao Conselho Nacional de Árbitros de Hóquei em Patins”, referiu ao Correio da Beira Serra o presidente da secção de hóquei em patins do FCOH, Ricardo Nogueira, que adiantou ainda a este jornal que quem arbitrou aquele jogo decisivo “foi um adepto do Barcelos que apareceu ali para ver o jogo e, como era um ex-jogador, acabou por ser convidado a entrar em campo”.

Segundo Ricardo Nogueira, o mais caricato de toda a situação é que o árbitro que estava nomeado para o jogo “recusou-se a arbitrá-lo com o argumento de que já tinha apitado 16 jogos em Barcelos”. Contudo, esse mesmo árbitro – sublinha Nogueira – foi visto nas bancadas do pavilhão do Óquei Clube de Barcelos a assistir ao jogo.

“Apesar das boas relações que este clube tem com o Barcelos, isto não pode acontecer num jogo do nacional e não podemos ficar condicionados a que um árbitro se tenha recusado a apitar um jogo, com o argumento de que já tinha arbitrado 16 jogos em Barcelos. Não podemos se comidos por parvos”, referiu a este jornal aquele dirigente desportivo.

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …