Feira de Junho com realização bimensal

Estreado em Agosto de 2008, o novo recinto da feira mensal de Oliveira do Hospital vai passar a acolher aquela actividade duas vezes por mês. Realizada até aqui na segunda-feira entre o dia 9 e o dia 15, a feira vai também ter lugar no último domingo de cada mês.

A entrada em vigor do regulamento, no corrente mês, foi confirmada aos jornalistas – à margem da abertura da feira do livro –  pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, também, esclareceu que a realização bimensal foi proposta pelos próprios feirantes, bem como a escolha do último domingo de cada mês para o efeito.

Paulo Rocha recordou que a proposta vertida em regulamento foi aprovada por unanimidade, o que significa que “isto é um elemento que pode trazer mais vida à cidade”, até porque “ao domingo a cidade tem pouco movimento”.

Ultrapassados “alguns episódios menos felizes ocorridos aquando da mudança para o novo espaço”, Paulo Rocha entende que o recinto “tem todas as condições para acolher a nova feira”. Contou até que têm chegado à Câmara pedidos de feirantes para admissão no novo recinto.

“Devemos encarar as coisas como oportunidades e não como constrangimentos”

Confrontado com as críticas de que a nova feira poderá penalizar o comércio local, Paulo Rocha aconselhou a que se encarem “as coisas como oportunidades e não como constrangimentos”.

Certo de que a feira ao domingo vai conferir um maior movimento à cidade, o responsável sublinhou que a medida vai beneficiar restaurantes, bares, cafés e postos de combustível.

Desafiou por isso, o restante comércio local a ajustar os seus horários, para que possa corresponder àquilo que são as exigências dos consumidores. A abertura das lojas, no domingo em que se realiza a feira, é uma das possíveis medidas a adoptar.

“Temos um comércio com muita qualidade e diversificado” verificou o vice-presidente da autarquia oliveirense, notando contudo que “os hábitos dos consumidores também mudaram”.

Incubadora arranca em “momento oportuno”

Ainda por desvendar continua a data prevista para o arranque da incubadora de empresas que vai funcionar num edifício arrendado, localizado na Zona Industrial de Oliveira do Hospital.

Questionado pelos jornalistas, Paulo Rocha recusou-se a adiantar remetendo para “o momento oportuno” a divulgação de comunicação oficial, limitando-se a informar que o regulamento foi aprovado na última reunião do executivo.

Já designada por Beira Inova – Inovação e Empreendedorismo, a incubadora vai dispor de sete gabinetes, reservados a igual número de empresas. De acordo com informação disponível no site “Transparência na Administração Pública”, a Câmara de Oliveira do Hospital gastou, em Fevereiro deste ano, mais de 12 mil e quinhentos euros na aquisição de mobiliário para aquele espaço.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …