Feira do Porco e do Enchido de Meruge voltou a atrair multidão

Tal como previsto, a 11ª feira do Porco e do Enchido e Meruge voltou a traduzir-se num verdadeiro “sucesso”. Nem a crise afastou a multidão da mítica Laje Grande onde mais de uma centena de expositores deu vida ao evento que já é uma referência a nível nacional.

Ao fim de mais de uma década, a Feira do Porco e do Enchido de Meruge tem razões de sobra para continuar. Na 11ª edição do certame, realizada este fim de semana, uma verdadeira multidão vinda da região e de vários pontos do país irrompeu pela Laje Grande da freguesia para não perder pitada do certame onde o Porco e os enchidos são reis. À sua espera estava mais de uma centena de expositores de produtos de fumeiro, doçaria a artesanato variado e um programa de animação destinado a bem acolher os forasteiros.

“O balanço é altamente positivo”, afirmou ao correiodabeiraserra.com o presidente da Junta de Freguesia de Meruge, que finda a 11 ª edição não tem dúvidas de que a feira se revelou em mais uma verdadeiro sucesso. “A feira já tem o seu espaço próprio no calendário de eventos desta natureza e desde que tenhamos tempo bom, corre sempre tudo bem”, continuou Aníbal Correia que encara a Feira do Porco e do Enchido como uma “aposta ganha”, tendo já atingido uma “patamar elevado”, quer pelo número de visitantes que atrai anualmente, quer também pela oportunidade de negócio que proporciona a comerciantes e aos artesãos vindos não apenas do concelho, mas de toda a região.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

De maior relevo é a importância que a Feira do Porco e Enchidos de Meruge tem tido na recuperação de uma atividade que há já alguns anos, devido às novas exigências, dava sinais de extinção na freguesia. Em causa está a produção e comércio de carne de porco, enchidos e outros produtos de fumeiro que começa a merecer a atenção de alguns jovens, muito por força da empresa de inserção da Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral que se dedica à produção de enchidos e doçaria. “Algumas pessoas que estavam mais desligadas, começaram a perceber que esta poderia ser uma oportunidade de negócio e hoje há mais gente a investir no fabrico de produtos de fumeiro”, refere satisfeito Aníbal Correia.

Motivos considerados mais do que suficientes para a Junta de Freguesia de Meruge, em parceria com a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, não deixar cair um evento que desde há 10 anos acontece no cenário privilegiado da Laje Grande, que embora se venha revelando manifestamente insuficiente para acolher a multidão que anualmente visita a feira, continuará a ser o local de eleição para a sua realização. “Este evento tem que se realizar neste espaço”, refere, sem qualquer sombra de dúvida, Aníbal Correia, certo de que se mudar de espaço a Feira perde o espírito que a caracteriza.meruge3

A dar como certa a realização da Feira em próximos anos, o autarca está por esta altura apostado em melhorar o certame para, tal como até aqui, continuar a atrair multidões. Motivo de regozijo é o facto de a feira já fazer parte, naturalmente, do calendário de eventos não exigindo por isso grandes investimentos na divulgação. “As pessoas já sabem que é no segundo domingo de novembro e este ano até recebemos excursões organizadas”, refere com satisfação o presidente da Junta de Freguesia de Meruge que, já espera em 2014, por uma nova enchente na freguesia.

LEIA TAMBÉM

Raul Alarcon conquistou camisola amarela em Oliveira do Hospital e Marcelo Rebelo de Sousa concentrou atenções

O espanhol Raul Alarcon (W52-FC Porto) foi hoje a grande figura da Volta a Portugal …

Governo lança hoje financiamento de 36 milhões para recuperar floresta das áreas ardidas, sendo 4 milhões para o Pinhal Interior

O Governo lança hoje concursos faseados de apoio à floresta, por região do país, no …