Afinal ainda não é no corrente mês que a feira mensal de Oliveira do Hospital se muda para o novo recinto localizado junto ao cemitério da cidade.

Feira mensal no novo espaço adiada para Agosto

A informação foi avançada ontem – à margem da apresentação da Semana da Juventude – pelo presidente da Câmara Municipal, com a indicação de que a realização no novo espaço só deverá acontecer em Agosto e não na próxima segunda-feira, 14 de Julho, como previsto.

Questões técnicas e desacordo com os feirantes, no decorrer do sorteio dos espaços a ocupar por cada um, estão – segundo Mário Alves – na origem do adiamento para o próximo mês. A Câmara Municipal deu início ao sorteio no final da semana passada juntamente com os feirantes de cada um dos vários sectores de venda previstos na feira.

O correiodabeiraserra.com sabe, no entanto, que alguns comerciantes se queixam de ter sido convocados para o sorteio “em cima da hora”. “Alguns foram convocados com apenas 24 horas de antecedência”, referiu uma fonte deste diário digital, acrescentando que os problemas terão também sido originados com a “estratégia de posicionamento” defendida pela autarquia.

Os principais desentendimentos terão ocorrido entre comerciantes de etnia cigana que se mostraram desagradados com os espaços atribuídos mediante sorteio. Presente no local desde o início – foi solicitada a comparência pela autarquia – a GNR teve necessidade de intervir em algumas ocasiões.

O correiodabeiraserra.com apurou ainda que muitos feirantes não compareceram – ao que tudo indica por falhas na comunicação enviada pela câmara – e o sorteio acabou por ser interrompido, devendo ser retomado na próxima semana.

Entretanto, segunda-feira, o município vai proceder a uma abordagem junto dos feirantes no actual espaço da feira, com o objectivo de salvaguardar que todos foram informados para a realização do sorteio.

Numa auscultação junto de feirantes, este diário digital constatou que a alguns, a quem já foram atribuídos espaços, não chegou qualquer informação relativa ao adiamento da feira. “Estou agora a saber. A mim ninguém me disse nada”, referiu um feirante.

A julgar pelo que ontem foi dito por Mário Alves, a mudança acontecerá, em definitivo, em Agosto e o local, que se deseja arejado, terá definições e regras claras para que todos possam usufruir das melhores condições que o espaço oferece.

“Serão cortadas entre 50 a 60 árvores, mas serão plantadas cerca de 200”

 

Sem se mostrar indiferente à polémica que o abate de árvores no largo Ribeiro do Amaral tem vindo a gerar entre a população, o presidente Mário Alves voltou ontem a lembrar à assistência que as obras em curso naquele local obrigam a várias alterações…

Na opinião do autarca, a maior parte das árvores está a chegar ao fim do seu ciclo de vida, que é, mais ou menos, de cinquenta anos, e “…como às vezes anda alguma desinformação no ar – disse Mário Alves – é bom que se saiba que apenas serão cortadas entre cinquenta a sessenta, mas serão plantadas cerca de duzentas”.

“… Se alguém tem plantado árvores na cidade, tenho sido eu, é importante que as pessoas entendam (…) porque as obras, sejam elas quais forem, nunca agradam a todos…”, rematou.

Carlos Alberto/ Liliana Lopes

LEIA TAMBÉM

Presidente da Junta de Travanca de Lagos demitiu-se

O presidente da Junta de Freguesia de Travanca de Lagos, António Soares, apresentou hoje a …

Oliveirense Aqua Village Health Resort & Spa vence 12 prémios internacionais no Dubai

O Aqua Village Health Resort & Spa arrecadou 12 prémios nos Haute Grandeur Global Execellence …