Feira Moçárabe atrai centenas de pessoas

No âmbito das comemorações dos 1100 anos da igreja de S. Pedro de Lourosa, realizou-se este fim de semana a Feira Moçárabe.


A iniciativa é uma organização da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, Junta de Freguesia de Lourosa e a Comissão para as Comemorações dos 1100 Anos da Igreja Moçárabe de Lourosa

Pretendendo “fazer um evento inédito no país”, foi necessário recuar ao ano de 912, data em que a igreja terá sido erguida (ou reerguida). “Tentámos recuar um bocadinho mais no tempo, procurar as tradições e os costumes da época, de acordo com os documentos históricos que nos chegam”, referiu Cristina Luís, membro da organização.

A Feira Moçárabe recriou os tempos da presença árabe em Lourosa, “tempo de convivência entre muçulmanos e cristãos”, tendo como objetivo o convívio entre toda a população local e visitante.

Cristina Luís salientou a colaboração do Grupo Viv’Arte, de Oliveira do Bairro que se associou à organização do evento. “Foi um desafio para eles, porque estão habituados a feiras medievais mais recentes, portanto tiveram de recuar ainda mais no tempo”.

Com duelos, espectáculo de fogo, escaramuça noturna, torneio de cavalos, entre outros, a Feira Moçárabe contou com uma “grande adesão do público”, atraindo largas centenas de visitantes.

As comemorações dos 1100 anos da igreja de S. Pedro de Lourosa terminam no dia 2 de Setembro.

Renata Rodrigues

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …