Festa da Castanha voltou a ser ponto de atração em Aldeia das Dez

 

No dia em que a freguesia de Aldeia das Dez colocou em marcha mais uma edição da Festa da Castanha, os visitantes acederam ao convite.

Aliado ao prestígio que o certame tem vindo a conquistar ao longo de cada edição, esteve também o bom tempo que se tem feito sentir e que permitiu aos forasteiros passar um belo dia de verão prolongado no recinto do Santuário de Nossa Senhora das Preces, em Vale de Maceira.

Ao final da tarde de domingo, 16 de outubro, eram vários os visitantes que ainda se encontravam no local e que não deixavam de degustar a castanha assada, a sopa de castanha e outras iguarias da gastronomia tão características do concelho e da região. À vista dos forasteiros também não escapava o melhor do artesanato e de outros produtos regionais.

Com casa cheia, o balanço só poderia ser positivo. “Esta festa supera todas as minhas expetativas possíveis e imaginárias”, contou a presidente da Junta de Freguesia de Aldeia das Dez que se confessou radiante com a afluência de gente que acorreu à Festa da Castanha, nos dias 14 e 15 de outubro.

“Vim sempre a todas as edições e acredito que hoje tenha sido a festa que mais gente trouxe”, contou, justificando a boa adesão com a aposta na divulgação – “tivemos possibilidade de participar no programa Praça da Alegria da RTP”, frisou – e pelas condições climatéricas.

A presidente da Junta de Freguesia sublinhou ainda a boa participação de expositores. “A crise também faz com que os expositores venham vender”, verificou, contando que foram ocupados 52 expositores e usadas 10 tendas da Junta de Freguesia.

Num certame que serve de promoção à Freguesia de Aldeia das Dez, mas em que o mote é a castanha, o apreciado fruto foi igualmente motivo de atração, chegando a esgotar nos pontos de venda.

“Tínhamos entre 300 a 400 quilos de castanha e vendemos tudo”, referiu Sónia Madeira, contando que alguma dessa castanha também foi usada para o magusto. A autarca referiu ainda que a elevada temperatura tem sido benéfica para os produtores de castanha de Aldeia das Dez, porque “fez com que o fruto amadurecesse mais cedo”.

Encara também como positiva a antecipação do certame em duas semanas, porque “no ano passado a feira foi duas semanas mais tarde e quase não tínhamos castanha local”.

Animada pelo bom resultado da 10ª edição da Festa da castanha, Sónia Madeira garante que o certame é para continuar e até perspetiva novidades para 2012. “Para o ano vou tentar trazer os fadistas para domingo”, revelou, tomando por base o espetáculo que decorreu de véspera no recinto de festas de Aldeia das Dez com Rosita e Firmino Pereira. “Foi muito bom”, contou.

LEIA TAMBÉM

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …