Festa do Queijo de Oliveira do Hospital vai homenagear vítimas dos incêndios e conta com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa

As vítimas dos incêndios de 2017 vão ser homenageadas na Festa do Queijo Serra da Estrela de Oliveira do Hospital, que decorre no próximo fim-de-semana, num almoço no próximo domingo que contará com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. A Câmara de Oliveira do Hospital diz querer “agradecer aos portugueses e a cidadãos de outros países o contributo dado para a formação da gigante onda de solidariedade”, na sequência dos incêndios de há cinco meses.

A festa decorre no largo Ribeiro do Amaral, no centro da cidade, sendo assumida pela Câmara Municipal como contributo para fazer “renascer os rebanhos de ovelhas da raça Serra da Estrela” dizimados pelos fogos de 15 e 16 de Outubro de 2017. Estas ovelhas autóctones “estão na origem da produção do leite com que se faz um dos mais afamados queijos do mundo”, segundo uma nota da autarquia presidida por José Carlos Alexandrino.

“Desta vez, é uma feira muito virada para a solidariedade e também para o agradecimento colectivo a Portugal”, refere o presidente da autarquia José Carlos Alexandrino. Na impossibilidade de reunir todos aqueles que ajudaram, a Câmara de Oliveira do Hospital vai agraciar, a título simbólico, alguns dos voluntários e entidades “que se distinguiram nesta cadeia” de solidariedade. “Esta é uma feira do queijo especial, uma grande festa para dizer obrigado a Portugal”, enfatizou o presidente da Câmara.

 

LEIA TAMBÉM

Venceslau Fernandes venceu segunda etapa em Oliveira do Hospital e lidera Volta a Portugal do futuro

O ciclista Venceslau Fernandes (Liberty Seguros-Carglass) venceu hoje a etapa rainha da Volta a Portugal do …

Oliveira do Hospital recebe amanhã a segunda etapa da 26ª Volta a Portugal do Futuro

Oliveira do Hospital recebe amanhã a segunda etapa da 26ª Volta a Portugal do Futuro Liberty …

  • joão Dinis, Jano

    “Solidariedade” e mais “solidariedade” e mais homenagens” e mais “solidariedade”…

    Mas que foguetório de palavreado oco ! A “solidariedade” não pode sair só da boca para fora de quem a invoca mas também deve entrar na boca de quem dela mais precisa !

    Se o Presidente da Câmara Municipal e o Presidente da República querem de facto praticar a solidariedade de forma efectiva e não apenas registarem simulacros em “selfies” e similares então:

    1 – Que nos têm a dizer – eles que são “poder” — perante o facto de, passados quase 5 meses, as PRIMEIRAS habitações ardidas ainda não estarem a ser recuperadas?! QUE TÊM ANDADO A FAZER ESTE TEMPO TODO QUE AINDA NÃO FIZERAM CONCRETIZAR ESTA SOLIDARIEDADE PARA COM AS VÍTIMAS DOS INCÊNDIOS ?…

    2 – Que nos diz o Presidente da Câmara ao facto da Câmara se ter “esquecido” das SEGUNDAS habitações ardidas cuja responsabilidade de recuperação é da Câmara ?! Quando é que, e como é que, a Câmara Municipal começa a tratar deste importante assunto e quando começa a concretizar também esta solidariedade ?

    3 – E com os Pastores com explorações e efectivos pecuários destroçados ? E com os pequenos Produtores Florestais cuja madeira está sem qualquer valor e ainda por cima a Câmara os está já a “ameaçar” em Editais para limparem as zonas que o governo está a querer impor ??
    ————————————————————————————————————–

    Sim, Senhor Presidente da Câmara e sim Senhor Presidente da República:

    A melhor e a mais necessária forma de homenagear as vítimas e outros lesados pelos incêndios é concretizar a solidariedade em actos e obras como o que atrás se referiu !

    Conversas ocas podem servir para “dar nas vistas” mas não enchem barrigas e não resolvem estes tremendos problemas causados pelos Incêndios !!!

    Haja paciência que sacrifícios não nos faltam !

    João Dinis, Jano

  • Frei André Do Amaral

    Realmente vai-se escrevendo aqui um pouco de tudo, destila – se ódio e a vontade de bater no boneco persiste. Este Jano é enorme, não na solidariedade mas no teclado. Na sua sede de freguesia, tão fustigada pelos incêndios, nunca vi a sua figura. Estava mais preocupado em pôr a escrita em dia não era??? Muito honestamente eu tinha vergonha de vir para um sitio público falar como se tivesse o rei na barriga..

  • João Dinis, Jano

    “Só” um pequeno esclarecimento… Enfim, a minha “sede de freguesia” continua sendo em Vila Franca da Beira… Não me têm visto por cá ? De facto, o maior cego é aquele que não quer ver…
    Haja paciência !
    João Dinis, Jano