Fibra Óptica chega a parte do Oliveira do Hospital e autarquia pondera substituição de postes por via subterrânea

A Meo está a instalar rede de fibra óptica em parte do concelho de Oliveira do Hospital. Com um investimento a rondar os 800 mil euros, nesta fase aquela tecnologia apenas irá cobrir a cidade e as localidades de Catraia de S. Paio, Nogueira do Cravo, Bobadela, Travanca de Lagos e Lagares da Beira. Ervedal, Seixo, Lourosa, a zona de Penalva de Alva ficam sem cobertura.

O presidente da autarquia mostrou-se satisfeito pelo facto da cidade ir contar com esta inovação, mas lamentou que parte do concelho não permaneça sem acesso. “Não estou contente porque não engloba o Ervedal, Seixo, Lourosa, a zona de Penalva de Alva…”, referiu José Carlos Alexandrino na última Assembleia Municipal que mostrou também algum desagrado pelo facto por a instalação estar a ser realizada com recurso a postes de madeira.

“Este tipo de recurso dá um ar abarracado”, disse ainda José Carlos Alexandrino que disse já ter recebido algumas reclamações de munícipes que consideram algo desagradável aquele tipo de instalação. O autarca sublinhou que já reuniu com a empresa, mas que não lhe ofereceram grandes alternativas. “Disseram só tinham 800 mil Euros para levar a fibra óptica até Oliveira e que ou era assim ou não havia alternativa”, explicou. Entre ficar com esta ou sem nada, José Carlos Alexandrino aceitou as actuais condições. Mas a autarquia pondera agora realizar um estudo para, em parceria com a empresa, saber dos custos de colocar a fibra por via subterrânea. “Se calhar valeria a pena a Câmara Municipal fazer esse levantamento”, que posteriormente negociaria com a empresa a colocação subterrânea dos cabos.

 

LEIA TAMBÉM

CDS/PP pede ao Governo conclusão do IC6 até Oliveira do Hospital e construção do IC7 e IC37

O grupo parlamentar do CDS-PP recomendou ontem ao Governo a conclusão do Itinerário Complementar 6 …

Mistério do consumo de mais de 1300 litros de água por dia em casa desabitada em Andorinha continua e proprietários ainda não sabem se vão ter ou não de pagar

Câmara Municipal de Oliveira do Hospital facturou menos 40 mil euros de água para não onerar vítimas dos incêndios

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital facturou no último mês de Outubro menos 38.133 …