Final-Four do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins de Juvenis: FC de Oliveira do Hospital sem a “estrelinha da sorte”

Faltou a estrelinha da sorte ao FC de Oliveira do Hospital que, ontem, terminou, em Alenquer, a sua participação na “Final-Four” do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins de Juvenis com um empate (5-5) frente ao Sporting CP – o novo campeão nacional na época 2009/2010.

A equipa do FC de Oliveira do Hospital entrou no jogo determinada a vencer, mas o Sporting – a quem bastava apenas um empate para ser campeão nacional – marcou cedo e, nos minutos iniciais, ampliou a vantagem para 2-0.

Perante um adversário que integra no seu plantel dois campeões europeus de juvenis, o FCOH – com Tiago Jorge a realizar um dos melhores jogos desta temporada, e a facturar quatro golos – não baixou os braços e conseguiu empatar o jogo.

O Sporting tremeu, e na segunda parte a equipa oliveirense – naquele que foi considerado o melhor jogo da “Final-Four” – conseguiu passar para a frente do marcador, estando a ganhar, nos instantes finais, por 5-4.

O público e as claques estavam ao rubro, mas a escassos 26 segundos do final da partida o árbitro assinala um livre directo e o guarda-redes Diogo Costa – com uma exibição de grande nível – não consegue evitar o quinto golo do Sporting, que através de Gonçalo Alves empatou o jogo (5-5) naquele instante.Era o resultado suficiente para que a equipa leonina se sagrasse campeã nacional.

No final do jogo, a equipa oliveirense, que demonstrou mais uma vez uma enorme raça e um grande espírito de união, estava lavada em lágrimas e sentiu que tudo poderia ter sido diferente se no primeiro “derby” da prova – frente ao C.D. Paço de Arcos – não tivesse consentido a sua primeira e única derrota neste campeonato nacional por 9-5.

Um dos momentos altos desta “Final-Four” – Oliveira do Hospital conseguiu ter sempre várias dezenas de adeptos nas bancadas, e até o próprio presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, acompanhou o desenrolar da prova durante três dias consecutivos –, foi entretanto o segundo jogo. Frente àquela que é também uma das melhores equipas de juvenis da actualidade – o Óquei Clube de Barcelos –, o FCOH esteve imparável e venceu a partida por 4-1.

No último jogo da prova, a equipa oliveirense ainda sonhou com o segundo lugar, mas o Paço de Arcos levou de vencida (2-1) o Barcelos e sagrou-se vice-campeão nacional.

Com estes resultados, a chamada geração de ouro do hóquei em patins, comandada por António Marques – técnicos de vários clubes e comentadores ligados à modalidade não se cansaram de elogiar a equipa –, caiu de pé, com muita dignidade, e colocou-se entre as três melhores equipas nacionais. Para trás ficaram alguns gigantes do hóquei em patins, como o SL Benfica e o FC do Porto, por exemplo.

Note-se que esta é a terceira presença do FC de Oliveira do Hospital numa “Final-Four”. Em 2005/2006, a equipa, que à excepção do agora guarda-redes titular Diogo Costa, continua a ter como titulares quatro jogadores de campo – João Pais, Tiago Jorge, Alexandre Marques e José Pedro Barreto – conquistou o título de campeão nacional de infantis. No ano seguinte, e como iniciados, calhou-lhes o título de vice-campeão nacional.

…veja aqui os filmes dos jogos. 

LEIA TAMBÉM

Cristiano Letal Ronaldo

Joelhos na relva, punhos cerrados, sorriso rasgado, olhos fechados, cabeça bem erguida e o grito …

Trail Running Serra da Estrela

A maior aventura de Trail Running em Portugal está de regresso à Serra da Estrela com participantes de 16 países

Seia vai realizar de 9 a 11 de Junho, pelo quarto ano consecutivo a sétima …