Fogo chegou a Oliveira do Hospital e obrigou à evacuação de populações

 

O incêndio que desde as 21h10 de domingo lavrava no concelho de Seia chegou, ao final da tarde de hoje, ao concelho de Oliveira do Hospital.

O que se temia ao longo do dia acabou por acontecer e as chamas entraram por Rio de Mel, na freguesia de S. Gião, mantendo por esta altura três frentes ativas, atingindo com maior gravidade a freguesia de Alvôco de Várzeas.

Fora do controlo dos mais de 200 bombeiros e outros elementos operacionais, o fogo já obrigou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que se encontra no local com o vice-presidente, a acionar o plano municipal de emergência destinado a prestar todo o tipo de apoio às populações envolvidas e operacionais que há longas horas lutam uma guerra desigual contra as chamas que, durante todo o dia têm tido o vento a seu favor.

José Carlos Alexandrino fala de uma situação de verdadeira calamidade e tem a lamentar a ausência dos meios aéreos que, assim, tem dificultado o trabalho dos homens que em terra enfrentam a ferocidade do fogo. São vários os bombeiros que, por esta altura, recebem apoio médico e de enfermagem devido a lesões de vária ordem, em particular oculares e respiratórias.

Com a zona sul do concelho fortemente afetada pela forte frente de fogo, vários populares, das localidades de Rio de Mel, Parceiro, Alentejo, Covão e Barroca, foram por indicação da Autoridade Nacional de Proteção Civil – devido ao facto de se tratarem de populares maioritariamente idosos – evacuados para a estalagem do parque de Campismo de S. Gião.

Por esta altura, o incêndio lavra com bastante intensidade. Prova disso é o fumo e a cinza que há longas horas teimam em tomar conta do ar que se torna quase irrespirável.

Desde ontem que as chamas invadiram vários pontos de mato e floresta no país. Só hoje a Autoridade Nacional de Proteção Civil contabilizou 279 ocorrências, mantendo-se a esta hora 11 incêndios ativos. Para auxiliar Portugal no combate aos fogos, há já notícia de que a Espanha e a França disponibilizaram meios aéreos.

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …