Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Fogo na aldeia de Gramaços extinto e comandante dos bombeiros volta a falar em origem criminosa

O incêndio que deflagrou hoje pelas 13h40 na Aldeia de Gramaços, em Oliveira do Hospital, foi dado como extinto pelas 16h20. Quando chegaram ao local ,os bombeiros deparam-se com cinco focos de incêndio separados aproximadamente por 150 metros entre si.

Este facto vem reforçar a tese defendida pelo comandante dos bombeiros daquela cidade, segundo o qual, estes incêndios têm origem criminosa. “Tenho poucas dúvidas quanto a isso”, disse ao Correio da Beira Serra o comante da corporação Emídio Camacho. “Não entendo a razão, mas tudo me leva a crer que se trata de fogo posto”. O incêndio em Gramaços foi combatido por 40 operacionais que contaram com a ajudada de um helicóptero. Os prejuízos limitam-se a mato e pinhal, sem ter colocado em risco habitações.

Já no dia 22 de Agosto, aquando do incêndio em a Gavinhos de Baixo, mesmo junto à cidade, Emídio Camacho se tinha referido a mão criminosa. “Ainda não conseguimos apurar as causas, mas tudo indica que se trata de fogo posto. Não sei com que propósito, mas é disso que suspeito”, disse na altura. Também neste caso, o incêndio foi dominado rapidamente, em cerca de meia hora, limitando-se a queimar algum mato.

No domingo, um incêndio também em Oliveira do Hospital mobilizou três meios aéreos. As chamas foram combatidas por 97 bombeiros e 22 viaturas e os meios aéreos foram fundamentais para dar este incêndio como extinto.

LEIA TAMBÉM

Ano de 2019 vai ter três fins-de-semana prolongados e quatro possibilidades de “pontes”

O ano de 2019 vai ter dois feriados à sexta-feira e um numa segunda-feira, permitindo …

Mais de duas toneladas de queijo denominado Serra da Estrela apreendidos em Seia

Mais de duas toneladas de queijo indevidamente classificado com denominação de origem protegida (DOP) Serra …