Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Fogo na aldeia de Gramaços extinto e comandante dos bombeiros volta a falar em origem criminosa

O incêndio que deflagrou hoje pelas 13h40 na Aldeia de Gramaços, em Oliveira do Hospital, foi dado como extinto pelas 16h20. Quando chegaram ao local ,os bombeiros deparam-se com cinco focos de incêndio separados aproximadamente por 150 metros entre si.

Este facto vem reforçar a tese defendida pelo comandante dos bombeiros daquela cidade, segundo o qual, estes incêndios têm origem criminosa. “Tenho poucas dúvidas quanto a isso”, disse ao Correio da Beira Serra o comante da corporação Emídio Camacho. “Não entendo a razão, mas tudo me leva a crer que se trata de fogo posto”. O incêndio em Gramaços foi combatido por 40 operacionais que contaram com a ajudada de um helicóptero. Os prejuízos limitam-se a mato e pinhal, sem ter colocado em risco habitações.

Já no dia 22 de Agosto, aquando do incêndio em a Gavinhos de Baixo, mesmo junto à cidade, Emídio Camacho se tinha referido a mão criminosa. “Ainda não conseguimos apurar as causas, mas tudo indica que se trata de fogo posto. Não sei com que propósito, mas é disso que suspeito”, disse na altura. Também neste caso, o incêndio foi dominado rapidamente, em cerca de meia hora, limitando-se a queimar algum mato.

No domingo, um incêndio também em Oliveira do Hospital mobilizou três meios aéreos. As chamas foram combatidas por 97 bombeiros e 22 viaturas e os meios aéreos foram fundamentais para dar este incêndio como extinto.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …