1. Neste último fim-de-semana estive na Marinha Grande, com a equipa de futsal Escola da Cordinha, representante do distrito de Coimbra, a disputar a Fase Regional do Desporto Escolar. Esta competição englobava Andebol, Basquetebol, Voleibol, Futsal e Xadrez.

Fora de Jogo

2. Não sei porquê, mas quando nos chamavam para os jogos ou nos calendários, constavam jogos como por exemplo Coimbra/ Castelo Branco, achava que aquilo não era connosco mas com outros. E percebia que nos meus alunos havia o mesmo sentimento. Eles queriam era ser da Cordinha ou de Oliveira do Hospital, mas Coimbra dizia-lhes pouco.

3. Os resultados desportivos da minha equipa não foram brilhantes, mas foram os possíveis, devido a um conjunto de condicionantes. Entre os seis distritos ficámos em quinto lugar, com uma vitória, um empate e uma derrota.

4. A competição é importante mas não é tudo já que o convívio entre os jovens foi um marco importante na vida destes adolescentes, que um dia recordarão com saudade esses momentos. Talvez daqui a uns anos nem se lembrem dos resultados dos jogos, mas lembrar-se-ão dos amigos da Sertã, de Pombal, do Fundão, de Fornos, de Aveiro, …. E agora com a Internet à mão, é tudo fácil. Tão diferente do meu tempo.

5. Através das equipas que ganharam nas diferentes modalidades, percebi que todas têm protocolo com clubes ou associações desportivas, fazendo um trabalho bem estruturado, onde o Desporto Escolar dá um contributo aos Clubes e estes à Escola. É esta filosofia de a Escola se abrir ao Meio e concertar forças com outros parceiros que fará com que haja uma melhor Escola Pública. E atenção porque não estou só a falar do desporto, mas de outras áreas onde isso é possível.

6. Mudando de assunto e para não me tornar demasiado repetitivo, estou preocupado com a possibilidade do F.C. Oliveira do Hospital poder vir a descer aos Distritais, já que considero “catastrófica” essa descida em caso de acontecer. Se isto acontecer deve-se a um figurino de competição completamente desajustado que não premeia a regularidade.

7. Acreditei neste modelo de equipa, que recorreu a muitos jogadores da nossa região, que eu considero que têm qualidade para disputarem a 3ª Nacional. Essa verdade já tinha ficado provada quando da minha passagem como treinador no Tourizense.

8. Penso que as coisas estão difíceis mas nada está perdido e acredito que o Oliveira se vai safar, até porque os jogadores nesta hora têm que perceber que esta Direcção acreditou neles, bem merece a manutenção, já que têm desenvolvido um trabalho para que nada lhes falte. É preciso unir e correr mais que os outros, trocando o futebol bonito para um futebol prático que dê golos. Vamos a isso.

 

José Carlos

LEIA TAMBÉM

E porque digo eu que o Futebol Clube do Porto é a equipa de futebol mais próxima de jogar como faz o Real Madrid? Autor: João Dinis

Tipo “declaração de interesses”, digo que sou Benfiquista desde que me conheço (tenho 64 anos) …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …