1. Neste último domingo realizou-se o derby concelhio de futebol, já que F.C. Oliveira do Hospital e A.D. Nogueirense encontraram-se no Campeonato Distrital da Divisão...

Fora de Jogo

… de Honra da A.F.Coimbra. Este encontro levou-nos a recordar alguns jogos entre estas equipas, na década de setenta, que eram um misto de emoção carregado de rivalidade.

2. Há quem diga que a história se repete. Realmente depois de tantos anos, a história voltou ao Municipal de Oliveira do Hospital. Um jogo carregado de ansiedade muito diferente do antigamente. Tantas diferenças…

3. Em vez de um pelado foi jogado num relvado, onde só não joga bem quem não sabe. O futebol era mais em força do que em jeito, mas como disputado era mais intenso. O jogo de hoje é mais técnico, mais pensado mas nem por isso mais emotivo. As tácticas eram sobretudo de marcar mais um golo ao adversário, mas hoje importante é não sofrer golos.

4. O futebol era visto com mais alegria, pois no Nogueira os jogadores eram quase todos da terra e isso trazia-lhes outra ambição e outro querer. Já o Oliveira era uma selecção de jogadores do concelho, que arrastavam gente das suas aldeias. Era um derby verdadeiramente concelhio.

5. O que me surpreendeu no domingo, não foi o futebol exibido por ambas as equipas, mas sim a multidão que acorreu ao jogo. Penso que foi sobretudo a saudade de outros tempos que fez as pessoas deslocarem-se para reviver os velhos derbies. Registe-se a correcção dos adeptos.

6. O resultado pareceu-me justo, já que o Oliveira foi melhor equipa, sobretudo em termos técnicos e o Nogueirense respondeu mais com a força. Mas sinceramente não me pareceu um daqueles grandes jogos. Sem dúvida que esperava melhor das duas equipas, mas talvez isso não tivesse sido possível, pois os nervos imperam e para alguns jogadores, estes são os jogos do tudo ou nada, fazendo com que se perca a clareza e se jogue mais com o coração do que com a cabeça.

7. Uma palavra de apreço para o 1º Ciclo de palestras promovido pela ARCED, que começa com Orlando Duarte, seleccionador nacional de futsal. Estes debates são interessantes e trarão mais qualidade ao futsal concelhio.

8. Uma palavra muito especial para o futsal feminino de Oliveira do Hospital, já que é a primeira vez que tem uma equipa a disputar o Campeonato. A equipa tem grandes talentos: Constança, uma tecnicista invulgar que poderá a vir a ser uma jogadora de dimensão nacional; depois a Sónia que passou ao lado de uma grande carreira no futebol de onze e ainda a “João Pinto” que eu um dia baptizei na Escola da Cordinha.

José Carlos

LEIA TAMBÉM

E porque digo eu que o Futebol Clube do Porto é a equipa de futebol mais próxima de jogar como faz o Real Madrid? Autor: João Dinis

Tipo “declaração de interesses”, digo que sou Benfiquista desde que me conheço (tenho 64 anos) …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …