Força Aérea volta a utilizar Aeródromo de Seia como base para exercício internacional

O Aeródromo Municipal de Seia vai servir  novamente de base de apoio ao exercício da Força Aérea “Real Thaw 16”, que vai decorrer a entre amanhã e o próximo do 4 de Março, no interior Centro e Norte de Portugal Continental. Trata-se de um exercício da Força Aérea planeado e conduzido sob a égide do Comando Aéreo, órgão da Força Aérea responsável pelo treino e aprontamento das unidades operacionais, seja através de operações aéreas na defesa dos interesses nacionais, seja na participação em operações militares nos mais diversos quadros de cooperação internacional (NATO e UE). Os preparativos para os exercícios já se iniciaram no Aeródromo de Seia.

Nesta oitava edição, para além da Força Aérea, da Marinha e do Exército Português, participam forças da Bélgica, de Espanha, da Dinamarca, da Holanda e dos Estados Unidos da América e ainda meios aéreos da NATO e da COBHAM, num total de 42 aeronaves e cerca de 3500 militares, os quais ficarão sediadas na base aérea de Beja.

O exercício está focado na integração e interoperabilidade das várias forças participantes, em particular na execução das seguintes missões: Ar-Ar: DCA, OCA-Sweep, OCA-Escort, HVAA-Protection, Slow Mover-Protection. Transporte Aéreo Tático: Airlift and Airdrops Escort, Support Special Operations Forces, NEO Ops. Táticas de Helicópteros: Air Assault (AA), Special Operations Aviation (SOA), Combat Service Support (CSS), Convoy/Helicopter Escorts, Combat Search and Rescue (CSAR), Personnel Recovery (PR), Medical Evacuation (MEDEVAC). Missões de Apoio Aéreo Próximo.

LEIA TAMBÉM

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …

frio

Frio vai acentuar-se amanhã, mas sem previsão de chuva para os próximos dias

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para amanhã uma descida das …