FOTO-LEGENDA: “o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”

 

“O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”. Na verdade, parece ser esse o caso do largo Ribeiro do Amaral que, conforme documentam as imagens obtidas ontem por este diário digital, continua em avançado estado de degradação, apesar de ter sido inaugurado há escassos meses.

Em consequência de uma mais que evidente deficiência de construção, as zonas de circulação pedonal criadas na principal sala de visitas de Oliveira do Hospital estão a esboroar-se desde o dia da inauguração da requalificação do histórico largo e, desde essa data, a situação agrava-se sem que ninguém lhe ponha termo.

Está mais do que visto que os “remendos” já não são solução e, perante os transtornos que a situação acarreta para os transeuntes, só resta um caminho: substituir o piso.

Aliás, numa das zonas do parque, a degradação do pavimento já nem permite a entrada de cidadãos portadores de deficiência naquele centro histórico.

 

As imagens, onde se constata ainda uma outra deficiência nas áreas ajardinadas, são um mau cartão de visita não só para a empresa que executou a obra, como para a própria Câmara Municipal. Por isso, aqui fica mais um alerta deste diário digital.

LEIA TAMBÉM

Presidente da Junta de Travanca de Lagos demitiu-se

O presidente da Junta de Freguesia de Travanca de Lagos, António Soares, apresentou hoje a …

Oliveirense Aqua Village Health Resort & Spa vence 12 prémios internacionais no Dubai

O Aqua Village Health Resort & Spa arrecadou 12 prémios nos Haute Grandeur Global Execellence …