Freguesias: Alvôco das Várzeas com água imprópria para consumo humano

Numa informação enviada à redacção do correiodabeiraserra.com, a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital (CMOH) dá conta de que a água para consumo humano, em Alvôco das Várzeas, não deve ser utilizada “sem prévia fervura”.

Esta informação – segundo a mesma nota – resulta do facto de nas análises que periodicamente são efectuadas à água ter aparecido “um parâmetro microbiológico (clostridium perfrigens) que “não cumpre” com os valores estabelecidos na legislação.

A CMOH sublinha que “a situação está a ser acompanhada”, e frisa também que já “foram tomadas medidas urgentes de correcção do problema”.

Entretanto, a autarquia oliveirense adianta ainda que a situação de água imprópria para consumo que, em finais de Abril, foi detectada em Lagares da Beira, já se encontra “ultrapassada”.

LEIA TAMBÉM

Problemas nos pés podem aumentar durante a gravidez. Autor: Francisco Oliveira Freitas

Durante o período de gestação, o aumento do peso corporal pode alterar a forma como …

Da promessa à efetiva criação do Plano Nacional para as demências. Autor: José Carreira

A Alzheimer Portugal há muito que tem vindo a defender um Plano Nacional para que …