Luís Marques

Frequência cardíaca e exercício: Autor: Luís Marques

Rodeados de tecnologias de ponta em todas as áreas, também o exercício físico é cada vez mais apetrechado por aparelhos de precisão minuciosa, quer a nível do controlo do treino, ritmo, passos, velocidades, localização; quer a nível de desempenho do mesmo, calorias gastas, consumo de massa gorda e frequência cardíaca. A frequência cardíaca será a maior referência para que o “comum mortal” aceda ao exercício e monitorize simplesmente a intensidade/dificuldade do seu treino.

Normalmente, os mais adaptados para o exercício, treinam acima das intensidades recomendadas, algo que irá trazer problemas futuros, uma vez que o corpo regenera conforme a carga e o descanso aplicado, por exemplo: se o treino for intenso devo descansar mais tempo; se o treino for moderado, descanso menos tempo.

De uma forma muito simples, a frequência cardíaca fornece a informação necessária para podermos aferir no momento os nível de intensidade. O teste da fala é muito recomendado para os principiantes, ou seja, é considerada baixa intensidade quando consigo falar, e intenso medida que se vai ficando ofegante. Este método é simples, relativamente eficaz, mas podemos fazer um teste mais eficaz e também muito simples, a contagem da frequência cardíaca através da palpação:

figura 1fig 2
Fig. 1                                  Fig. 2

– Antes de começar, deverá conhecer a sua FC repouso, isto é, o número de batimentos por minuto quando está em repouso. A melhor forma para avaliar é após acordar, ainda deitado, fazer a contagem durante 5 dias e no final fazer a média. Pode usar a artéria radial (fig.1) ou as carótidas (fig.2). Se utilizar a zona do pescoço, não pressione em demasia. Prefira o pulso.

– A FC de repouso, segundo o Instituto Nacional de Saúde americano é, a partir dos 10 anos, entre 60-100 batimentos/minuto. Em atletas pode baixar significativamente para 40 ou até menos. Denomina-se por “bradicardia de repouso dos desportistas”. Os ciclistas e corredores de fundo têm com muita frequência um FC de repouso de 35 ou 40 batimentos/minuto.

– Antes de começar a correr, coloque dois dedos de forma ligeira no punho na direcção do polegar, não pressionando em demasia, e conte a pulsação durante 10 segundos, multiplicando em seguida por 6. Obterá a sua FC instantânea.

– De uma forma simples a sua FC máxima é igual a 220 batimentos/minuto menos a sua idade.

– Considera-se uma actividade moderada entre 50%-69% da FC máxima e actividade intensa entre 70%-95%. No quadro seguinte pode ter uma referência em função das diferentes idades:

fig 3

NOTA IMPORTANTE: existem alguns medicamentos que têm influência sobre a FC. Se toma, por exemplo, medicação para a pressão arterial ou para alguma patologia cardíaca, consulte o seu médico para ter uma ideia mais ajustada dos valores.

 

Bibliografia: José Soares; Prof. Catedrático de Fisiologia da Universidade do Porto; in Revista J de 17 de Janeiro de 2016

Luís MarquesAutor: Luís Marques

LEIA TAMBÉM

E porque digo eu que o Futebol Clube do Porto é a equipa de futebol mais próxima de jogar como faz o Real Madrid? Autor: João Dinis

Tipo “declaração de interesses”, digo que sou Benfiquista desde que me conheço (tenho 64 anos) …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …