João Paulo Albuquerque

Funcionamento exemplar da ETAR da Cordinha coloca cisternas da Câmara numa azáfama. Autor: João Paulo Albuquerque.

Foi com alacridade que recebi a informação de que a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital está a proceder desde a passada segunda-feira à limpeza dos terrenos envolventes e esvaziou os tanques da estrutura do Pólo Industrial da Cordinha que de ETAR só parece ter o nome. Os tanques cisterna da autarquia têm andado numa verdadeira azáfama, estrada acima, estrada abaixo, a retirar e transportar o esgoto da padaria que se encontrava nos três tanques existentes.

Serviços, acredito, estarem a ser custeados pelos contribuintes, pois admirado ficava se fossem pagos, como seria lógico, pela padaria, pela padaria. Uma outra parcela, um outro valor a juntar aos custos do saneamento, embora saibamos que este tipo de serviços já está negociado com as Águas de Zêzere e Côa, tornando-se para além de caro, pago em duplicado. Será esta a tal gestão de sucesso que o presidente fala? Não me parece.

É de bom-tom saber se a câmara vai disponibilizar estes serviços única e exclusivamente para transportar os esgotos da padaria ou se é para todos os necessitados e ao mesmo preço? Qual o valor que a padaria pagou ou vai pagar pelo serviço? Para onde vai o esgoto? Vai ou não ser efectivamente tratado? Porque não teve a autarquia o mesmo procedimento para com os carpinteiros, uma vez que a falta de funcionamento da ETAR foi o motivo para não se instalar uma carpintaria no pavilhão construído e tão publicitado na última campanha autárquica? Porque chama de crime ambiental ao que pontualmente aconteceu num restaurante daquela zona e não procede de igual forma neste caso? Não acontecem os mesmos casos em vários locais do concelho? Acontecem, e bem mais graves. Acho que vou ter que os mostrar, pode ser que também sejam notados.

O senhor Presidente pensa que é endrominando que resolve os problemas? Não, arranjou mais um que não é pequeno, pois admitindo que a padaria não tem culpa, a verdade é que não se olhou a nada para de imediato lhe ligarem o saneamento. Houve ETAR para a padaria. Mas se não houve ETAR para a carpintaria, também não pode haver ETAR para a padaria, pois nada no saneamento foi alterado. Nem na trampa pode haver dois pesos e duas medidas senhor Presidente, e pior quando a medida adoptada é ilegal, vergonhosa e criminosa. Senhor Presidente ou constrói uma ETAR, ou fecha a padaria. O culpado é o senhor. Não sou eu ou outro qualquer que mostre as verdades que o senhor gosta de mascarar.

João Paulo AlbuquerqueAutor: João Paulo Albuquerque

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …

  • O Peregrino moedor

    Agora já entendo. O nosso presidente tinha razão. As más línguas começaram logo a dizer que aquilo não funcionava… Pois, não viam o que estava por baixo, nem as cisternas. Isto é tecnologia de ponta senhor engenheiro Paulo Albuquerque. É uma inovação em termos de ETARS. O nosso presidente, como ele diz e muito bem, não tem culpa de ver muito mais além que os outros. Afinal, o problema estava no facto do meu amigo não ver a derradeira etapa desta tecnologia de Tratamento. É muito avançada.

    • Costa de Coelho

      É tão avançada que ainda ninguém sabe onde foi parar a caca.
      Esta limpeza vai sem duvida nenhuma alterar o sentido de voto dos Oliveirenses. São estas “merdas” que fazem a diferença.

    • bancada

      O Sr. presidente vê mais além ,além onde? Um cego que nada vê, um tolo todos os dias ,devia era tratar-se. A padaria não tem culpa como diz o Engenheiro ,quem tem culpa é quem não quer ver . Devia fazer o mesmo para o restaurante Cristina e para o 1º pavilhão que lá foi feito. Foço uma pequena ideia de como devem ficar os interessados no 1º pavilhão!

      • O Peregrino moedor

        Claro que vê…. Depois de estrumar aqueles terrenos, agora com as cisternas cheias vai estrumar mais uns lameiros. É uma forma de aproveitar sinergias que só um homem capaz de ver mais além poderia vislumbrar. Más línguas…

  • Duvida hiperbólica

    Estará esta ETAR dimensionada para um “caga milhões”?
    Tenho duvidas?

    • bancada

      Se lhe pagassem o que devem, então seria caga milhões, mas há tão boa gente a dever-lhe. Deviam ter vergonha.

      • Carteiro

        Ainda não lhe devolveram os “balões de oxigénio” que distribuiu?
        E esses não estão moribundos? Em coma? Pediram outros emprestados a alguém, ou a alguma instituição de cuidados “intensivos”? Arranjaram outros? -balões?
        Ena….

  • Recepientólogo

    O Batista deve ter alguma paixão por recipientes, e não estou a falar nem de cubas, nem de toneis.
    Ele é as piscinas, ele é os tanques da ETAR, ele é as lagoas do minério. Arre que o homem pode meter água à vontade.

    • Já vi tudo

      Já percebi tudo.
      A CMOH está a limpar e a desinfectar tudo, porque o Batista já não tem onde pôr o mosto. Vai para os tanques da ETAR. Está bem pensado, também podem trazer o vinho da vindima de Lagares.

  • Tonico

    Que culpa tem o Batista se ele pergunta na Câmara e, quem de direito, lhe garante que aquilo está a funcionar? O presidente da Câmara diz que não tem culpa de ver mais além que o vulgar dos mortais, o Batista também não tem culpa de ter tal Luminária a gerir os destinos do concelho. Que eu saiba, o presidente de Junta não tem qualquer responsabilidade nas ETARS. Tem é de chamar a atenção aos responsáveis e ele fez isso.

    • Adélia

      O presidente Batista também é culpado, pois sabia que aquilo jorrava bosta por tudo que era buraco, mas ficou calado. E depois quando viu sair qualquer coisita da caixa da Cristina, foi logo chamar a guarda. Isto é de gente?
      O tempo que gastam na corga a emborracharem-se valia mais irem limpar a ETAR.
      Eu não posso ver estas atitudes e ficar calada, a minha amiga Cristina foi uma vítima e o Batista não pode nem ouvir falar no marido. E ponto final.

      • Nelo

        Que coisa com o Baptista. Já disse à menina que a culpa não é dele… Ponto.

        • Adélia

          O Batista não pode ser só receber medalhas e andar sempre a beijar o cu ao Sr Presidente. Tem que por os pontos nos is, e a ETAR se não estava pronta, a padaria esperava. A verdade tem que ser dita.

      • bancada

        Bem respondido cara senhora é assim mesmo. Vou amanhã ver isso a Aldeia Formosa e cumprimentar a D. Cristina, pois desloco-me muitas vezes para lá ir comer

  • Chamem-me doido que eu deixo

    O Sr Presidente mandou limpar aquilo para poder dizer amanhã na reunião de câmara que podem lá ir ver, que já está tudo bem.
    Mas só quem for parvo e bem parvo é que acredita nessa lenga-lenga.
    Daqui por 15 dias está na mesma, mas como vai chover, lá vão sofrer os peixinhos do Seia.

    • Incologicamente

      E os do Mondego, a jusante – ou a montante, para o caso, tanto faz! -da foz do Seia, vão bater “barbatanas”?

      Alguém, há tempos, ( e vá lá saber-se porquê! ) numa festa televisiva “à beira rio plantada”, sem algum despudor, dizia que aquela praia fluvial, num escassos 200 metros de curso desse rio – depois de “fantasiosamente/magicamente” preparadas, aquelas margens, para “televisão ver” – era a melhor praia… o melhor rio…a melhor água…etc, etc.
      Apesar de ser um frequente “frequentador” dos poucos cursos de água permanente – rios – cá do concelho, há muitos anos, – quando o calor aperta – deparei-me, porque o conheço – ao rio em causa (Alvôco) – com a seguinte questão:
      – Será que o rio Alvôco nasce naquele sítio?
      – Será que o rio Alvôco principia e acaba no concelho de Oliveira do Hospital?
      (Eu também sei que o “maior e melhor rio é aquele que passa na minha terra”)
      – Será que o rio Alvôco, para ALGUNS dirigentes do concelho, não tem o seu maior percurso no concelho de Seia?
      – Será que os dirigentes do concelho não sabem que, em território de Portugal Continental, é o rio que nasce a maior altitude, e no concelho de Seia?- nem uma “simples palavrinha!, a tal propósito…
      Apenas cogitações, pois claro.
      Peixes, no rio Seia, é uma espécie extinta! Há muito!
      No Mondego, coitados deles – e de nós – o urânio e outras tantas pragas…já os degeneraram…
      No Alva, a mesma coisa…(mas sem urânio!)
      Ou seja:
      – Provavelmente, a área geográfica do concelho de Oliveira do Hospital, dada a sua proximidade com a Serra da Estrela, neste momento, poderá ser considerada – dada a inumerável contagem de linhas de água, de levadas, de muitos ribeiros, de algumas ribeiras e de 5 rios ( e todo este “bordado” tão demoradamente trabalhado, pela Natureza) – como uma das áreas mais poluídas de cursos fluviais do país – e toda ela, a sua área geográfica, se situa na bacia hidrográfica do rio Mondego.
      Os cuidados com as ETARs, pois claro, para as manter a funcionar como deve ser, acrescidas de muitos mais outros cuidados – vil capital, que até “queijo” , resíduos industriais, e outras tantas coisas que tais, como incêndios, empurra para tais “caudais” – seria uma atitude sensata.
      E apenas!
      Consertar, é preciso! – não há dinheiro…nem preocupação…é demorado…não dá votos para “amanhã”.
      Remendar, tapar buracos, é tarefa simples, rápida – é um expediente para quem não sabe, de facto, o que anda a fazer; a não ser que sabe gastar dinheiro…sem qualquer proveito. Do concelho.

      • bancada

        Peixinhos no Seia há ou havia, não viu a mortandade que foi este Verão lá para os lados do Ervedal ? Este jornal mostrou.Só descargas e outros.

        • Incologicamente

          Não sendo de estranhar que ,ainda, a fauna fluvial do rio Seia se mantenha, também, em alto ritmo de sobrevivência/adaptação, apetece-me perguntar-lhe o seguinte: há quanto tempo não come um peixinho do rio Seia?-se lá há tantos…

  • Ai seixo que és pedra

    Depois de muito pensar, lá consegui perceber porque mantêm aquela ETAR, ela é um “ícone”, é um “monumento” e como o lema da Freguesia é “preservar o património”, mantiveram a ETAR.
    Agora resta fazer um roteiro que passe nos vestígios cerâmicos que nunca mais lhe ligaram, aproveitam para ver as lagoas do minério, passam pela Anta e acabam na ETAR.
    O património fica visitado.

  • Só mentiras

    Sr Presidente, venha hastear a bandeira ECO XXI 2015 na ETAR do Polo Industrial da Cordinha.

    https://archive.org/details/Rbn_infBandeiraEcoXxiAlexandrino1DeOutubro2015

  • Pontestício

    Já agora, sr João Paulo, apesar da outra extrema do concelho não andar tanto em festas como já andou, acaso sabe – porque, aqui, também foi obecto de notícia – como é que está o empreendimento turístico da Ponte das Três Entradas? Não havia, também – há um ano? – problemas com infraestruturas de saneamento básico?

  • Saneamentos Batista

    Amanhã vai ser entregue a título póstumo a medalha de ouro do município ao Sr Higino da Costa Borges, este galardão vai ser entregue ao seu filho, o Presidente da Junta de Freguesia do Seixo da Beira, Sr Carlos Batista.
    Será que o pai faria uma barbaridade como o filho está a fazer no Pólo da Cordinha? Será que depois de chamar a GNR por causa das águas que saíam da caixa da Cristina não devia fazer o mesmo aos amigos da padaria? Uns têm direitos e outros têm deveres?
    Para onde está a ir esta trampa e os restos de farinha? Vão engodar os peixinhos do Seia.
    Não me admira que dêem uma medalha de mérito ao Batista e outra ao Alexandrino por andarem a espalhar merda, farinha papel higiénico, gorduras, detergentes, etc., pelos campos e pelas linhas de água.
    Estou muito curioso para saber o que se passará com a padaria da Cordinha, o Hotel da Ponte não abre, mas já os azeites “Gallo” cá do sítio pode mandar o alpechim todo pelos campos e pelo rio de cavalos, embora já há muito se anuncie um tal museu do azeite lá na Bobadela. Bobadela que vem de “bebam dela” da água, mas aqui a politica é mais pela merda.

    • Zé Do Vinho

      Nós só queremos é vinho!!!!!

    • A Quem se Deve o Resultado?

      O Batista tem alguma coisa a ver com a ETAR? Câmara e Águas do Zêzere…Vale mais o Batista que a Câmara toda. Foram para lá com festas e deputados e agora o Batista é que aguenta o resultado…

      • Ti Ermelinda

        O Batista é o presidente. Se viu a merda na caixa do Tó, também tem que ver a merda do Carlos nos tanques do Alexandrino.
        O Batista que mande fechar a padaria, ou não tem coragem por ser amigo. Mas se pudesse mandava fechar o restaurante da Cristina. Pois é, para os amigalhaços aparece tudo e não é preciso nada. É tudo à grande, e os outros a pagar.

  • Real comunicado

    Segundo fontes cristalinas, a ligação do que falta ao ramal da alarmante ETAR será uma prenda que o município e a freguesia farão aos príncipes da freguesia.
    Pois não queremos que os filhos do rei enviem a real m**da sem ser realmente tratada.
    Atenção, m*rda real não é uma real m*rda.

  • Vinho Branco ou Tinto

    Oh Batista, mais um dia de carregamento das cisternas na Etar?

  • asdasd

    dwqsdasd

  • O convidado

    O Batista estou a ficar preocupado com a tua amnésia, ainda não chamas-te a GNR ao teu amigo da padaria?, foram muitos jantares de leitão na bairrada, já que não se paga com dinheiro tem que se pagar com favores.
    ISSO É SÓ PARA AMIGOS LOOOOOL.

    • Perfume

      A GNR não vem porque não aguentam com o cheiro.

  • Desconhecido

    Batista sempre na maior.
    Um presidente da junta como tu, amanhã vai levar à assembleia da câmara municipal, o caso da padaria e do teu amigo padeiro, seria uma falta de respeito perante o restaurante Cristina chamares a GNR para um dos lados, e não chamares para o teu amigo padeiro que é só a 50 metros a baixo, à um mês a traz na assembleia da câmara municipal disseste que se tratava de um crime ambiental, por sair águas sujas da fossa do restaurante Cristina, agora na assembleia vais dizer que o teu amigo padeiro, seca as águas no forno, agora que toda a gente fala do amigo do Presidente da junta que é o dono da padaria e o presidente calam-se. Temos este presidente como exemplo. ENFIM

    • Ai que cheiro

      A trampa da padaria é diferente da trampa do restaurante?
      As fotos do restaurante era só água, as da ETAR da padaria eram cagalhões, detergente, papeis higiénicos. Como vai ser Batista? Tens que chamar todos os dias a GNR, mas não é para irem para a Corga.

  • Cobra

    A crónica do Avarento

    Era uma vez, um Lopes… não sei quando nasceu, mas já é velho
    porque tem cabelos brancos (da idade, não de sapiência).

    Consta que enriqueceu la pela Madeira, com a ajuda de um
    gorducho, avarento e currupto, da mesma laia portanto.

    Despois de escorraçado da Covilhã, onde “sangsugou” os
    clubes de futebol e umas quantas empresas e uns políticos, veio então parasitar
    para a Beira Serra… Ou será que veio fugido depois da estranha morte de um funcionário

    Pelo caminho encalhou dinheiro nuns sítios… se retorno. Bem
    disse que cabelos brancos não eram da sapiência.

    Voltando à Beira Serra, por lá andou a melgar, como quem faz
    oposição, quando o governo era D, quando o governo passou a S, e não lhe deram
    o prometido, decidiu então escrever a crónica pessoal “ A loucura do…”.

    Posto isto, ainda bem que a mãe se ficou pelo caminho.. ou
    não, umas palmadas ainda calhavam bem. Mas agora quem manda é a mulher e a
    filha, porque são elas que têm os poucos tostões que ainda sobram.

    O mal deste senhor é ser avarento e pouco inteligente, mal
    educado e rude. Um verdadeiro campónio com tostões. Alias, é insultuoso comparar
    tal figura a um campónio.

    O avarento cobiça o que é dos outros, mas não trabalha para
    fazer melhor… esperneia, berra e mexerica.

    Boa sorte avarento, adoro esse jornal onde se presta ao ridículo
    e se mostra que ter o carrinho e andar bem vestido, não dá bons modos a ninguém.

    (haverá desenvolvimentos ao longo da semana)