Fundação de Oliveira do Hospital apela aos contribuintes para ajudarem hospital local com verbas do IRS

A Fundação de Aurélio Amaro Diniz (FAAD), de Oliveira do Hospital, lembrou hoje que é uma das entidades a quem os contribuintes podem consignar 0,5 por cento da colecta de IRS. A instituição garante que a verba conseguida será aplicada, como em anos anteriores, em investimentos de material para o hospital daquela IPSS.

“Cada contribuinte não paga mais ao atribuir essa parte do imposto à FAAD, pois apenas usa a prerrogativa de poder dar instruções à autoridade tributária para que entregue esse valor a uma instituição que tenha requerido essa possibilidade por cumprir determinados requisitos”, lembram os responsáveis da instituição, explicando que para tal basta ao contribuinte colocar o número de pessoa colectiva (500 746 621) no anexo H, no campo 9.

A FAAD refere ainda que recebeu recentemente 3102 euros  referente às contribuições do ano anterior. “Esse valor vai pagar cerca de metade dos custos com a aquisição de sistemas de gravação digital para o sector de relatórios clínicos, investimento que irá permitir diminuir o tempo entre a realização de exames e a emissão do respectivo relatório médico”, explica uma nota da Fundação, recordando que a entrada de verbas provenientes dos contributos do IRS já permitiu em anos anteriores a aquisição de camas, colchões antiescaras ou um aparelho de medição ambulatória da pressão arterial.

 

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …