Fundação de Oliveira do Hospital apela aos contribuintes para ajudarem hospital local com verbas do IRS

A Fundação de Aurélio Amaro Diniz (FAAD), de Oliveira do Hospital, lembrou hoje que é uma das entidades a quem os contribuintes podem consignar 0,5 por cento da colecta de IRS. A instituição garante que a verba conseguida será aplicada, como em anos anteriores, em investimentos de material para o hospital daquela IPSS.

“Cada contribuinte não paga mais ao atribuir essa parte do imposto à FAAD, pois apenas usa a prerrogativa de poder dar instruções à autoridade tributária para que entregue esse valor a uma instituição que tenha requerido essa possibilidade por cumprir determinados requisitos”, lembram os responsáveis da instituição, explicando que para tal basta ao contribuinte colocar o número de pessoa colectiva (500 746 621) no anexo H, no campo 9.

A FAAD refere ainda que recebeu recentemente 3102 euros  referente às contribuições do ano anterior. “Esse valor vai pagar cerca de metade dos custos com a aquisição de sistemas de gravação digital para o sector de relatórios clínicos, investimento que irá permitir diminuir o tempo entre a realização de exames e a emissão do respectivo relatório médico”, explica uma nota da Fundação, recordando que a entrada de verbas provenientes dos contributos do IRS já permitiu em anos anteriores a aquisição de camas, colchões antiescaras ou um aparelho de medição ambulatória da pressão arterial.

 

LEIA TAMBÉM

Voluntários da Ordem de Malta visitam vítimas dos incêndios em Oliveira do Hospital e ouvem críticas à actuação das autoridades e autarquia

Logo à entrada da Quinta da Porfía, Seixo da Beira, Oliveira do Hospital, os sinais …

Moléculas da cerveja desvendadas na Universidade de Aveiro

Fragrâncias frutadas, vegetais e aromas tostados ou a caramelo provenientes do lúpulo ou do malte. …