GNR aplica 33 contra-ordenações e faz duas detenções no primeiro dia de caça

GNR aplica 33 contra-ordenações e faz duas detenções no primeiro dia de caça

A Guarda Nacional Republicana (GNR) aplicou 33 contra-ordenações no domingo, na sequência da operação de fiscalização designada “Artémis I”, na abertura da caça a espécies migradoras.

Segundo a GNR, as contra-ordenações foram impostas “no âmbito da legislação que regulamenta a caça e do regime jurídico das armas e munições”. A GNR, através do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente, realizou também duas detenções pelo crime de caça a espécies não autorizadas e apreendeu seis armas de fogo, 15 animais de espécies diversas e oito documentos.

Na acção, que teve como objectivo “compatibilizar a actividade cinegética com a observação da natureza e da biodiversidade”, a corporação registou ainda “um crime de utilização de meios não permitidos na actividade venatória”.

 

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …