GNR apreende três serpentes pítons carpete na Figueira da Foz

Militares do Serviço da Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) do Destacamento Territorial da GNR de Montemor-o-Velho apreenderam, no dia, na localidade Santana- Figueira da Foz, três exemplares da serpente (um macho e duas fêmeas), “Píton Carpete” com cerca de três anos.

As autoridades elaboraram o auto de contra-ordenação por detenção de espécie protegida e os répteis foram entregues ao proprietário, ficando como fiel depositário.

A píton-carpete é uma grande serpente encontrada nas florestas e bosques da Austrália, Indonésia e Nova Guiné, que pode medir até 3,50 metros de comprimento e pesar até 15 quilos. Os machos são menores do que as fêmeas, têm hábitos nocturnos e pode ser avistada tanto no solo como também nos galhos de árvores e arbustos. É também uma excelente nadadora e pode se locomover por riachos e canais de sistemas de drenagem.

Alimenta-se principalmente de pequenos mamíferos, como ratos e morcegos, mas caça também aves e lagartos (presa principal dos indivíduos jovens e menores). Não é uma serpente peçonhenta, mata sua presa por constrição. É comum viver perto de pessoas, escondendo-se nos forros dos telhados.

A píton-carpete é uma espécie ovípara, ou seja, a fêmea põe ovos (de 10 a 50 ovos) que eclodem após um período que varia de dez a 15 semanas. Durante este período, a mãe enrola-se ao redor dos ovos para garantir protecção e manter a temperatura adequada para a incubação.

Não é uma espécie ameaçada de extinção, mas sofre com a perda de habitat e captura para o comércio exótico. Algumas subespécies encontram-se ameaçadas por estes motivos.

LEIA TAMBÉM

Aldeias de Montanha reforçam aposta no ciclismo de montanha com inauguração de nova infra-estrutura em Seia

O município de Seia reconverteu a antiga escola primária de Santa Comba de Seia que …

Cristiano Ronaldo chega aos 100 milhões no Instagram

Ímpar e um fenómeno também nas redes sociais. Quatro anos e meio depois de ter …