GNR deteve alegados traficantes de droga nos acessos a uma “Rave” em Oliveira do Hospital

GNR arranca amanhã com operação para prevenir segurança dos idosos

Guarda Nacional Republicana realiza a partir de amanhã, e até ao final do mês, em todo o território nacional, um conjunto de acções de sensibilização direccionadas aos idosos, com o objectivo aconselhar e sensibilizar esta população para a adopção de procedimentos de segurança, no sentido de não serem vitimas de criminalidade. A GNR procura prevenir situações de violência, burlas e furto em residências.

Durante a operação serão empenhados militares dos Núcleos Idosos em Segurança (pertencentes às Secções de Programas Especiais) dos vários Comandos Territoriais, que realizarão acções nas residências dos idosos, nos centros de apoio social e em diversas entidades de saúde. Durante as acções de sensibilização será dado particular enfoque à entrada em circulação da nova nota de 20 euros, prevista para o dia 25 de Novembro deste ano, de modo a evitar que a população idosa não seja vítima de burlas relacionadas com esta introdução.

Nos primeiros seis messes deste ano foram registadas pela GNR 112 burlas a idosos. Quando abordam as vítimas, os “burlões” apresentam-se sempre com boa aparência e com uma conversa convincente e cativante. Em muitos casos, fazem-se passar por funcionários de instituições confiáveis (Segurança Social, Bancos, CTT, EDP), a fim de darem credibilidade à personagem por si criada e enganarem os idosos. Entre os dias 1 e 30 de Abril deste ano, decorreu em todo o território nacional a “Operação Censos Sénior 2015”, uma operação que teve como objectivos actualizar o registo dos idosos que vivem sozinhos ou isolados, identificar novas situações e informar as entidades competentes das situações de potencial perigo. Durante a Operação foram sinalizados 39 216 idosos (mais 5 253 do que na mesma Operação do ano transacto) dos quais: 23 996 vivem sozinhos (mais 2 680); 5 205 vivem isolados (mais 924); 3 288 vivem sozinhos e isolados (mais 262); 6 727 não enquadrados nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas (mais 907).

LEIA TAMBÉM

Detidos incendiários em Viseu, Vouzela e Tondela

A Polícia Judiciária deteve um homem, de 41 anos, casado, servente de pedreiro, pela presumível …

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …