GNR de Coimbra aposta no combate à sinistralidade com tolerância zero na velocidade

GNR avisa que amanhã vai ampliar controlo de velocidade em todo o país

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensifica, amanhã, em todo o território nacional, as acções de controlo de velocidade, prometendo colocar todos os equipamentos de controlo de velocidade (móveis e fixos) nas vias onde as infracções por excesso de velocidade são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação. Os alvos principais são as auto-estradas e o interior das localidades.

A GNR explica que em 2016, foram controlados até à data, 5,6 milhões de condutores, dos quais mais de 107 mil circulavam em excesso de velocidade. “Comparativamente com igual período do ano anterior, em que se registaram mais de 130 mil veículos em infracção, assinalamos uma diminuição de aproximadamente 20 por cento do número de viaturas detectadas a circular em excesso de velocidade”, explica aquela força da autoridade.

A GNR justifica esta acção por o excesso de velocidade ser uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave (com mortos e feridos graves) em Portugal, a par da condução sob a influência do álcool e da não utilização dos sistemas de retenção.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD acusa executivo Tábua de não reflectir nas contas dívidas de 1,5 milhões

O candidato do PSD à Câmara Municipal de Tábua, José Pereira, acusa o actual executivo …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Autoridade Nacional de Protecção Civil alerta para risco de incêndios nos próximos três dias

O Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) …