GNR da Lousã desmantelou estufa artesanal de Canábis

O consumo e o tráfico de estupefacientes continuam na mira do Destacamento Territorial da GNR da Lousã. Ontem, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) desmantelou uma estufa artesanal de Canábis em Penela.
Este foi o resultado de uma busca domiciliária realizada, durante a manhã no concelho de Penela, e que também permitiu ao destacamento Territorial da GNR da Lousã apreender diverso material relacionado com um furto em residência.
A GNR apreendeu 108 plantas de «cannabis sativa» em fase de crescimento e procedeu ainda à detenção de uma mulher de 37 anos. As plantas de canabis apreendidas tinham altura entre os 10 e os 70 centímetros. Também foram apreendidas várias sementes de «cannabis sativa» em fase de germinação, uma balança de precisão, diversos eletrodomésticos e mobiliário furtado.
Em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com, o Destacamento da GNR da Lousã informa que “a operação ocorreu na sequência de um processo-crime que teve por base uma investigação por furto no interior de residência”.

LEIA TAMBÉM

Denuncia do grupo do empresário Fernando Tavares Pereira coloca IMT sob investigação do DIAP

Duas empresas do grupo Tavfer, do empresário Fernando Tavares Pereira, a CIMA – Centro de …

Universidade de Coimbra aposta na folha de mirtilo para tratamento da Esclerosa Múltipla

Um projecto de investigação da Universidade de Coimbra aposta no potencial terapêutico da folha de …