GNR deteve explorador de bar de alterne em Fiais da Beira

 

Culminou ontem com a detenção de um homem de 31 anos e com a identificação de três mulheres de nacionalidade brasileira, a investigação que a GNR desenvolveu, nos últimos oito meses, tendo subjacente a prática de crime de lenocínio num bar de alterne que funcionava em Fiais da Beira, no espaço conhecido por Lagar Vale dos Amores.

Na operação que envolveu perto de duas dezenas de militares e que decorreu entre as 22h00 de ontem as 09h30 de hoje, foram ainda identificados 19 clientes do bar de alterne, e detidos dois indivíduos à porta daquele estabelecimento de diversão noturna, por ali terem chegado a conduzir com taxas de alcoolemia de 1,56 g/l e 1,44 g/l, sendo que o primeiro incorreu ainda num segundo crime, por se fazer acompanhar por uma caçadeira e respetiva cartucheira no banco traseiro da viatura.

Das três cidadãs brasileiras identificadas, uma não se encontrava em situação regular em Portugal, pelo que foi notificada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras para abandonar o país no prazo de 20 dias.

No que respeita ao explorador do espaço, trata-se – de acordo com o comando do Destacamento Territorial da GNR da Lousã – de um indivíduo reincidente, que já em junho do ano passado tinha sido detido pelo NIC da Lousã pela prática do mesmo crime na localidade de Casal de Abade, freguesia de Lourosa. Também naquela data, a GNR procedeu à identificação de cinco cidadãs brasileiras e à apreensão de diverso material correlacionado com a prática do crime de lenocínio.

A par da operação realizada esta noite no concelho de Oliveira do Hospital, a GNR levou também a cabo o cumprimento de um mandado de detenção e cinco mandados de busca num bar e quatro residências no vizinho concelho de Seia e que culminou com a detenção de um indivíduo de 52 anos (explorador do bar).

Os dois indivíduos detidos, 31 e 52 anos, são naturais de Seia e comerciantes de profissão. Encontram-se detidos nas instalações da GNR e vão ser amanhã, 13 de dezembro, presentes a Tribunal para primeiro interrogatório.

No conjunto das duas operações, a GNR apreendeu 121,26 Euros, apontamentos manuscristos e talões de consumo, quatro telemóveis, oito preservativos, diversos tubos de gel íntimo, um computador e um bastão extensível.

As operações foram desencadeadas pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento da Lousã com a colaboração do Núcleo de Apoio Operativo e do Destacamento de Intervenção afetos ao Comando Territorial de Coimbra.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …